Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Viva a Vida
Publicidade

Rei Charles 3º usa saia durante a vigília do caixão de Elizabeth 2ª; conheça a história da peça

O kilt era usado por guerreiros de uma região fria da Escócia, chegou a ser proibido e hoje é uma peça para ocasiões especiais

Moda|Do R7

Rei Charles 3º usou kilt durante vigília da rainha
Rei Charles 3º usou kilt durante vigília da rainha Rei Charles 3º usou kilt durante vigília da rainha

Uma multidão se aglomerou nesta segunda-feira (12) em Edimburgo, capital da Escócia, por causa da chegada do caixão da rainha Elizabeth 2ª, que morreu na semana passada, aos 96 anos. Durante a vigília, um detalhe chamou atenção: o rei Charles 3º e guardas escoceses estavam usando uma espécie de saia.

A peça, na verdade, se chama kilt, que significa "ato de prender uma roupa no corpo" na antiga língua falada na Escócia. Atualmente, ela é usada pelos habitantes do país em ocasiões especiais, como casamentos, funerais e festas — além do rei, outros membros da família real costumam usar a vestimenta quando estão por lá.

O item é uma herança do povo gaélico que vivia na Irlanda no fim do século 14. Eles migraram para as Highlands, uma região úmida e chuvosa no norte da Escócia, onde os kilts foram adotados por guerreiros.

Naquela época, a vestimenta, feita de lã, era usada como uma espécie de manto preso ao corpo — daí o seu nome —, de modo a proteger do frio.

Publicidade

O tecido xadrez do kilt, chamado de tartan, mudava de estampa de acordo com o clã daqueles que o usavam. O formato de saia é criação escocesa e só passou a ser usado a partir do século 18.

Entre 1746 e 1782, civis foram proibidos de usar o kilt. A medida foi adotada para destruir o sistema de clãs e conter o nacionalismo na Escócia, depois que as tropas do príncipe Charles Edward foram derrotadas pela coroa inglesa.

Publicidade

O príncipe agrupou soldados para tentar tomar o trono da Escócia e da Inglaterra, mas foi derrotado na batalha de Culloden. O traje sobreviveu porque membros do Exército ainda podiam usá-lo. Quando a proibição foi revogada, o kilt voltou a ser usado por cidadãos.

Veja também: Guarda-roupa real: Elizabeth 2ª tinha estilo único e abusava de looks monocromáticos

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.