Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Patricia Lages
Publicidade

Análise: Verdades sobre economia que não querem que você saiba

No Brasil da polarização, uma das divisões mais cortantes é entre capitalistas e socialistas, mas eis aqui o que você precisa saber  

Patricia Lages|Do R7

“O capitalismo é o sistema que começa dando aos outros e não tirando deles.” Essa frase é de George Gilder e expressa bem o que qualquer empreendedor de sucesso sabe muito bem: que o segredo está em satisfazer as necessidades da sociedade, e não as suas próprias. Ou seja, aquele que não tem o que oferecer, ou não o faz de maneira competente, não obterá lucro, fazendo com que seu negócio se torne inviável.

O lucro move as pessoas, inclusive você que está lendo esta análise
O lucro move as pessoas, inclusive você que está lendo esta análise O lucro move as pessoas, inclusive você que está lendo esta análise

É o lucro que move as pessoas. Inclusive você que está lendo esta análise. Você não trabalharia sem que houvesse uma remuneração e não se esforçaria tanto para se manter onde está se não vislumbrasse a possibilidade de crescer e ganhar mais. Essa pode ser a razão pela qual uma pizza chega muito mais rápido do que uma ambulância.

A sua remuneração é o que coloca comida na sua mesa, que lhe traz conforto, segurança e tudo o mais de que você e sua família precisam. E é o lucro das empresas que faz com que mais pessoas sejam empregadas para que, por sua vez, também tenham comida na mesa, conforto e segurança.

E como disse David Ricardo: “Nada contribui mais para a prosperidade e a felicidade do que um país onde as empresas lucram alto”. Quem acha que o lucro é algo maligno é porque ainda não entendeu que, sem ele, não há progresso. Se uma empresa não lucra, quebra, demite seus colaboradores, não paga impostos, não produz, se endivida e trava as engrenagens da economia. Significa dizer que isso não é ruim só para o empresário, mas para toda a cadeia que ele deixa de movimentar e do crescimento que ele deixa de gerar.

Publicidade

Prejuízo significa menos pagamento de impostos. Sem impostos não há infraestrutura, serviços médicos, educação ou qualquer outra coisa que os socialistas parecem não saber que custa muito dinheiro. Quem sustenta os programas sociais são os pagadores de impostos e não apenas pessoas bem-intencionadas que amam o próximo.

E é aí que entra uma das mais emblemáticas frases de Margaret Thatcher: “Ninguém lembraria do bom samaritano se ele tivesse apenas boas intenções. Ele também tinha dinheiro”.

Programas assistenciais não acontecem apenas quando se reúnem pessoas com boa vontade. Iniciativas sociais são ideias, mas essas ideias só saem do papel e se transformam em ações se houver capital. Ou seja, sem capitalismo, nem sequer o socialismo existe.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.