Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Achamos em Minas
Publicidade

Zé do Bom Retiro e Zé do Arvino são personagens inesquecíveis de Alfenas

Lições de gentilezas e alegrias que levaremos para toda a vida

Achamos em Minas|Do R7 e Luciana Katahira

Entrevista com seu Zé do Bom Retiro
Entrevista com seu Zé do Bom Retiro Entrevista com seu Zé do Bom Retiro (Foto José Carlos dos Reis)

Quem nunca teve aquela experiência de encontrar personagens inusitados durante uma viagem? Seja na fila da padaria, em uma praça tranquila ou até mesmo em um boteco escondidinho, sempre há alguém que deixa sua marca e torna a nossa viagem mais interessante ainda.

Em cada cidade que passamos, encontramos histórias e figuras que se tornam inesquecíveis na nossa caminhada, cada um com seu jeito de ser, com seus causos, suas histórias emocionantes, seus conselhos ou, simplesmente, pela sua maneira única de enxergar o mundo. É como se a sabedoria transbordasse em cada esquina que passamos.

Sempre que viajo, conheço uma variedade incrível de pessoas e volto para casa com uma coceirinha na ponta dos dedos para compartilhar um pouquinho das suas histórias em textos, bem longe da pressa que a TV nos impõe.

Como agora temos esse espaço aqui para compartilhar histórias e experiências, hoje vou falar um pouquinho de algumas pessoas que conheci nas últimas viagens que fiz. Pessoas que com seu jeitinho nos encantaram e deixaram saudades… o Seu Zé do Bom Retiro e o Seu Zé do Arvino, ambos de Alfenas. Esses encontros foram como pequenos presentes que o universo me trouxe. Encontros rápidos, mas cheios de significados.

Publicidade

Conhecendo o Seu Zé do Bom Retiro: Uma lição de gentilezas e histórias inesquecíveis

Seu Zé do Bom Retiro, de Alfenas
Seu Zé do Bom Retiro, de Alfenas Seu Zé do Bom Retiro, de Alfenas (Foto José Carlos dos Reis)

Imagine uma pessoa gentil. Essa é a palavra que, na minha opinião, melhor descreve o seu Zé do Bom Retiro. Com sua fala mansa e uma educação ímpar, seu Zé do Bom Retiro nos recebeu com um carinho gigante, como se fôssemos velhos amigos.

Publicidade

O seu Zé vive em um lugar encantado, cercado pelo Lago de Furnas e pela família que ele tem o maior orgulho de contar as histórias. Sua casa é vizinha da famosa Ponte das Amoras, que faz parte do cenário e da vida de todos que vivem em Alfenas e região. Seu Zé também é apaixonado pela esposa que, de acordo com suas palavras, “não existe pessoa mais bondosa no mundo”. Dessa vez, não pude conhecê-la, mas ainda quero voltar para ter essa honra.

Seu Zé compartilhou conosco diversas lembranças de um tempo que já passou, recordações de uma época que não existia o Lago de Furnas, histórias de quando tudo isso começou e, claro, a alegria que hoje sente por poder dividir todas essas histórias com quem passa por ali.

Publicidade

Com seus 80 e poucos anos, seu Zé do Bom Retiro é daquelas pessoas que nos recebem de braços e coração abertos, daquelas pessoas que nos olham nos olhos, que gostam de trocar um dedo de prosa e que, dessa forma, deixam a vida mais leve e sossegada. Fazer uma visita ao seu Zé do Bom Retiro é um passeio indispensável para quem passa por Alfenas.

E na venda mais antiga e tradicional de Alfenas encontramos o seu Zé do Arvim

A venda do seu Zé do Arvino
A venda do seu Zé do Arvino A venda do seu Zé do Arvino (Foto Luciana Katahira)

Chegamos no final da tarde na venda mais icônica e antiga da cidade de Alfenas: um lugar que nos transporta para outra época. Ali, você pode encontrar de tudo: cinto, botina, panela, ovo, pinico, paçoca, gaiola, chave de boca, martelo… e até macaco para levantar trem de ferro… Sim, o lugar é incrível, mas o verdadeiro tesouro dali é o proprietário… figura famosa e querida da cidade, o seu Zé do Alvino, ou melhor, o seu Zé do Arvino, como é conhecido por todos de Alfenas.

Com seus 84 anos, seu Zé do Arvino conta, com orgulho, que herdou a venda de seu sogro há mais de 60 anos, mas que, pelas suas contas, ela já tem mais de 150. São diversos cômodos cheios de produtos e seu Zé do Arvino garante que sabe cada item que tem ali.

O movimento não para: é gente comprando parafuso, cigarro de palha, panela, e seu Zé do Arvino corre pra todo lado, numa energia de dar inveja pra muita gente jovem. E ele conta casos da época que ali ainda tinha uma estação de trem, mostra fotos, se diverte mostrando seus produtos com muito bom humor. Entre uma boa história e outra... ele tentou me vender um 38 com registro. Já pode imaginar que era piada, né?

E, com bom humor, entre tantos produtos, claro que alguns ocupam um lugar especial, como esse aguardente aí. Seu Zé do Arvino conta que este aguardente ele não vende por dinheiro nenhum, ele faz parte da sua coleção há mais de 60 anos. Olha que raridade! 

Curiosidades da venda do seu Zé do Arvino
Curiosidades da venda do seu Zé do Arvino Curiosidades da venda do seu Zé do Arvino (Foto Mauro Ferreira)

E entre histórias, causos e risos, seu Zé do Arvino fez questão de mostrar que a saúde vai bem e nos surpreendeu ao mostrar sua vitalidade. Quem diria que esse senhor de 84 anos pegaria uma corda para pular? E lá fomos nós para a frente da venda, assistir a seu Zé do Arvino em ação. E não foi uma brincadeira breve, não. Ele pulou corda e nos mostrou que a alegria e o desejo de viver são suas marcas registradas.

Seu Zé do Bom Retiro e seu Zé do Arvino são apenas dois dos muitos personagens que encontramos em nossas jornadas pelo interior de Minas Gerais. São indivíduos únicos e inesquecíveis que contribuem para enriquecer nossas histórias e experiências.

E se você quiser conhecer um pouco mais das histórias dessas duas pessoas tão queridas em Alfenas acompanhe o Achamos em Minas. Em breve eles estarão na telinha da RECORD Minas.

Para assistir a estas e outras histórias do Achamos em Minas, dê um pulinho no Play Plus ;)

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.