Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Achamos em Minas
Publicidade

Bora dar uma volta por Santa Rita de Ibitipoca!

Tranquilidade, papo bom e comida deliciosa não faltam por aqui

Achamos em Minas|Luciana KatahiraOpens in new window


Em Santa Rita de Ibitipoca (Mauro Ferreira)

Cercada por montanhas e com um povo muito hospitaleiro, Santa Rita de Ibitipoca é uma pequena cidade com pouco mais de 3 mil habitantes e é pura tranquilidade.

Começamos nossas gravações bem cedinho e, na praça principal, fomos recebidos pelo seu Hermógenos, conhecido por todos por aqui como seu Geninho. Um senhor de prosa boa, que ama música… E entre um papo e outro, seu Geninho nos encantou com seu saxofone. Afinal, não é em qualquer lugar que a gente encontra essa paz para tocar um sax em uma manhã de um dia de semana.

Seu Geninho e seu saxofone (Mauro Ferreira)

E foi assim, conhecendo histórias e personagens que começamos nossas gravações em Santa Rita de Ibitipoca. Enquanto o Mauro Ferreira, nosso cinegrafista, fazia imagens pela cidade, fui batendo papo com as pessoas daqui, todas cheias de histórias e curiosidades sobre a região, mas todas tinham algo em comum: o carinho pelos distritos da cidade.

Publicidade
Moradores apaixonados por Santa Rita de Ibitipoca e suas histórias (Mauro Ferreira)

Peguei carona nessas histórias e resolvi dar um pulo em dois distritos daqui: o Bom Jesus do Vermelho e a Serra da Água Santa

O primeiro que conheci foi Bom Jesus do Vermelho. Um lugar tranquilo e de gente muito receptiva. A 11 km da sede, Vermelho, como é carinhosamente conhecido, é daqueles lugares que nos dão a impressão que o tempo parou. Com seu armazém, sua praça e um ritmo de vida bem diferente, Vermelho é um lugar gostoso pra passar um tarde e prosear com o pessoal daqui.

Publicidade
Distrito Bom Jesus do Vermelho, em Santa Rita de Ibitipoca (Mauro Ferreira)

Foi lá que conheci a família do Osnir e da Lenice e a família da Suely. Imagina um povo receptivo e carinhoso. Pois é, em 5 minutos já nos sentíamos em casa. Papo vem, papo vai, fomos convidados para conhecer uma das cachoeiras mais famosas daqui: a Cachoeira do Inferno. Mas, claro, que antes da caminhada, um café caprichado, com diversas quitandas e delícias feitas por aqui. Coisa de mineiro, coisa de gente que ama receber.

Delícias de Santa. Rita de Ibitipoca (Mauro Ferreira)

Depois de comermos bem, seguimos nosso passeio. E a uns 5 km de estrada de terra do distrito e uma boa caminhada, chegamos à cachoeira do Inferno. A cachoeira é uma delicadeza da natureza, mas o melhor foi a caminhada, cheia de risos, histórias e curiosidades. Diversão garantida!

Publicidade
Caminhada divertida rumo à cachoeira (Mauro Ferreira)
Cachoeira do distrito Vermelho (Mauro Ferreira)

E assim, ao som gostoso dessa cachoeira, renovamos as energias, criamos coragem e pé na estrada mais uma vez. Agora, o estímulo era outro… hora do almoço. E se o café da manhã foi caprichado, imagina o almoço.

Pois é, impossível passear pelo interior de Minas e não comer bem, aliás, muito bem. A Lenice e a Suely prepararam um almoço de tirar o fôlego: lombo assado, torresmo, mandioca, tutu, tropeiro…..

Almoço no distrito Vermelho, em Santa Rita de Ibitipoca (Mauro Ferreira)

E assim, comemos delícias sem fim e, no final, ainda tinham os doces da Suely: doce de laranja, da terra, de figo, biscoito de nata, goiabada cascão e a goiabada cremosas… Hum…

Delícias da Suely, de Santa Rita de Ibitipoca (Mauro Ferreira)

O coração aperta na hora de nos despedirmos dessas pessoas que nos recebem com tanto carinho… Mas, como o dia é curto, bora seguir viagem rumo à Serra da Água Santa, outro distrito muito querido daqui.

O distrito é lindo e, infelizmente, não tivemos tempo de conhecer tudo que ele oferece. Mas, foi lá que conhecemos a Dona Maria, personagem icônico daqui. Divertida, cheia de histórias, ama cozinhar e divertir os turistas. Uma das grandes pessoas que conheci nas gravações do Achamos em Minas. E cantou, dançou, cozinhou, enfim, diversão não faltou no fim da tarde com ela.

Dona Maria do distrito Serra da Água Santa (Mauro Ferreira)

Santa Rita de Ibitipoca é uma cidade pequeninha, mas cheia de histórias. Com seus distritos, nos encantou; com seus personagens, nos divertiu; e, com sua comida deliciosa, nos deixou com gostinho de querer voltar outras vezes. Valeu, Santa Rita de Ibitipoca!

E pra você que ficou curioso em conhecer um pouquinho mais desse pedacinho de Minas, assista ao programa completo aqui.

E se você quiser assistir outros episódios do Achamos em Minas, dá um pulinho no Play Plus.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.