Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Adega do Déco
Publicidade

Saiba como escolher um vinho para comprar no supermercado ou na loja

Não precisa ser especialista: basta seguir algumas dicas

Adega do Déco|André Rossi e André Rossi

Veja dicas para escolher vinho no supermercado
Veja dicas para escolher vinho no supermercado Veja dicas para escolher vinho no supermercado

Eu constantemente recebo mensagens no meu Instagram pedindo dicas de como, sem ter muito conhecimento, escolher um vinho para comprar no supermercado ou na loja. De fato, a escolha de um vinho por quem não é muito familiarizado pode ser uma tarefa árdua. Por isso, darei aqui algumas dicas que podem ser úteis quando bate a insegurança e o desespero...rsrs.

Preferências Pessoais

Dê preferência a uma uva, região ou país de onde você já tenha provado um vinho. Tente buscar na sua memória o que você tomou e gostou. Aplicativos como o Vivino, que permitem o registro dos vinhos que degustamos, inclusive com fotos, são úteis como uma extensão da nossa memória.

Posicionamento na Prateleira

Publicidade

O excesso de luz direta na garrafa prejudica o vinho. Então, não pegue o vinho da frente da prateleira, e sim o de trás. Se alguma garrafa estiver deitada em vez de estar de pé, melhor ainda. Pode ir nela!

Promoções

Publicidade

Tome cuidado com os vinhos que estiverem com preços muito baixos, principalmente os brancos. É importante olhar a safra/ano porque vinhos brancos e rosés de safras muito antigas correm grande risco de estarem ruins. E pergunte ao atendente o motivo do preço baixo.

Para Presentear

Publicidade

Se a sua intenção é presentear alguém, primeiro descubra se a pessoa gosta de vinhos mais convencionais ou diferentes. Se for mais convencional, aposte em Malbec, Cabernet Sauvignon, Syrah, Chardonnay ou Sauvignon Blanc, entre outras. São uvas mais clássicas e conhecidas.

As regiões mais tradicionais do Novo Mundo são Chile, Argentina e Estados Unidos, enquanto no Velho Mundo são França, Espanha, Itália e Portugal.

Denominações famosas como Brunello di Montalcino, Barolo, Amarone, Chianti, Bordeaux, Borgonha, Rioja, Ribera del Duero, Douro e Alentejo são clássicas escolhas para aqueles que não gostam muito de ousar.

Pergunte!

Não tenha medo de pedir auxílio ao atendente ou ao sommelier. Eles estão lá para ajudar e, ao contrário do que muitos pensam, não costumam tentar empurrar o vinho mais caro. Se ele for um bom profissional, vai tentar entender do que você precisa e indicar algo legal!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.