Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

O ovo veio antes da galinha! Aprenda 9 receitas rápidas e simples sobre o alimento

 Fritatta, sopa pavesa, patê: confira nove receitas deliciosas com ovos

Aprendiz de Cozinheira|Aline Sordili e Aline Sordili

Quem veio primeiro: o ovo ou a galinha? A pesquisa realizada pela Universidade de Bristol (Inglaterra) revela que o ovo veio primeiro, e a galinha, só muito depois. Esses cientistas acreditam que o animal é descendente dos dinossauros e teria surgido há 50 milhões de anos. Enquanto isso, o alimento já existe há 340 milhões de anos. E, por conta dessa recente descoberta, a coluna de hoje será dedicada ao preparo com ovos. Não como parte da receita, mas, sim, como o protagonista do prato.

O destaque dos ovos na alimentação do brasileiro não é novidade, mas, em tempos de inflação alta, ele tomou o lugar da carne de boi, frango e porco. E, como já era de imaginar, infelizmente, o preço do ovo subiu 23% no último ano.

Ainda assim, ele continua uma opção de proteína acessível. Cada ovo contém de 12% a 15% da proteína diária de que um adulto precisa. É cheio de vitaminas, como a A, B, D, E e K, e minerais, como iodo, ferro e cálcio.

Mas e a casca do ovo? A cor dela pode ser sinônimo de um alimento mais saudável? É ela que determina de onde ele vem? A resposta: o ovo caipira ou o ovo de granja podem ter a casca branca, vermelha ou até azul. O que interfere na cor dela é a raça da galinha. A Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) explica que são as características genéticas que definem determinada cor.

Publicidade

A cor da casca não interfere no sabor do ovo. Mesmo sabendo disso, existem mercados que preferem ovos de casca vermelha/marrom. E é aí que a gente passa a ver mais ovos de determinado tipo com cascas sempre iguais. É o marketing atendendo ao gosto e à crença do cliente. Já a cor da gema varia do amarelo-claro a um laranja mais forte, de acordo com a alimentação que as aves recebem. E quem já fez dieta sabe que o ovo já passou de vilão a herói inúmeras vezes nos últimos 30 anos.

E agora? Qual ovo comprar? Qual tipo? Qual é o mais nutritivo? Veja a lista abaixo e aprenda a escolher o tipo de ovo ideal para você:

Publicidade

Ovo de granja

Conhecido como ovo comum, ele é gerado por aves criadas convencionalmente, com luminosidade e temperatura controladas. A alimentação dessas galinhas é balanceada e inclui soja e o milho.

Publicidade

Ovo caipira

São criados a partir de galinhas mantidas livres, como em um sítio. Há também o cuidado com a alimentação, que deve ser balanceada com ração que inclui ingredientes vegetais e minerais.

Ovo orgânico

Apesar de parecida com a produção do ovo caipira, esse tipo de alimento precisa ter todos os cuidados de uma produção orgânica para receber a certificação. As galinhas precisam consumir grãos de origem orgânica, cuidados em um ambiente equilibrado.

Ovo de galinhas livres (cage free)

As aves podem estar em ambientes controlados, mas não ficam em gaiolas. São criadas em grandes galpões, onde podem manter o seu comportamento natural.

Ovo jumbo

Esse, diferentemente dos demais, é classificado pelo peso, e não pela forma de criação. É preciso que o ovo tenha um peso mínimo de 66 gramas. Podem ser brancos ou vermelhos e rendem mais quando usados em receitas.

Ovo aditivado

Há também o ovo enriquecido com ômega 3, vitamina e/ou selênio.

Ovos pasteurizados

Os pasteurizados são aqueles vendidos em caixas após serem filtrados, pasteurizados e resfriados. Podem ser encontrados nas versões líquida, integral, só gemas ou só claras.

Ovos comprados! Agora saiba que eles precisam ir para a geladeira logo que chegar em casa. E mantenha longe de alimentos com cheiro forte. Ovos, claras e gemas podem ser guardados na geladeira, abertos, em potes hermeticamente fechados. As claras podem durar até uma semana. Ovos inteiros e gemas abertas, só dois dias.

Agora que você já sabe o que é cada tipo de ovo e como guardar. E como saber se estão frescos para consumo? É simples: coloque um ovo em um copo d'água. Se afundar, está fresco, e se boiar totalmente, está velho. Por fim, se ficar no meio do copo, meio fresco.

E, agora, vamos a nove receitas em que o ovo é o protagonista! Não falarei sobre preparos básicos, mas que exigem técnicas elaboradas, como a omelete, ovo mexido, pochê, ovo cozido, ovo frito. Também não ensinarei a preparar suflês, que são deliciosos, mas dão muito trabalho e a gente fica muito nervosa até saber se ele deu certo. Quer aprender a fazer suflê? Clique nesses links: https://panelaterapia.com/2010/05/sufle-de-espinafre.html e https://www.prazeresdamesa.com.br/sem-categoria/sufle-de-queijo/.

RECEITAS

Frittata

Minha avó materna não fazia omeletes. Ela fazia frittata, que é uma omelete italiana grossa e bem recheada. Pode colocar todos os tipos de vegetais, como aspargos, alcachofra, vagem, parmesão, ervas. Leve ao forno para gratinar por dois minutos.

Oeufs en cocotte (ovos no potinho)

Unte algumas tigelinhas/potinhos com azeite ou manteiga. Coloque um ovo por potinho, duas colheres de creme de leite, sal e temperos por cima. Adicione também queijo ralado. Tampe e asse de seis a oito minutos em forno médio.

Ovo no pão

Adoro fazer ovinho no pão. Pegue uma fatia de pão grossa (pode ser brioche) e faça um buraco no meio. Coloque na frigideira com manteiga e quebre um ovo no buraco. Rale queijo por cima e tampe em fogo baixo. Quando o queijo estiver derretido e a clara cozida, está pronto.

Ovos à Escoffier

Coloque tomates cortados ao meio, sal e pimenta, com o miolo virado para cima em uma assadeira refratária. Misture o pão, salsinha e uma cebola ralada e ponha por cima do tomate. Leve para o forno em fogo médio por pelo menos dez minutos. Frite os ovos e sirva ao lado de duas metades de tomate. O francês Georges Auguste Escoffier foi um dos chefs responsáveis pela cozinha francesa moderna e criador desse prato. Vale o teste, não?

Ovos recheados

Cozinhe os ovos, descasque-os, corte-os ao meio, tire as gemas com cuidado para não quebrar as claras. Misture as gemas com maionese, mostarda, salsinha, sal e pimenta. Recheie as claras novamente. E pronto.

Patê de ovos

Misture bem os ovos cozidos e descascados com curry, azeite, sal e pimenta. Até ficar com consistência de patê. Pode ser um patê mais pedaçudo também. De qualquer jeito, fica uma delícia com torradas!

Tortilha espanhola

É parecida com a omelete e com a frittata italiana. Frite cebola e batata com bastante azeite. Junte os ovos batidos. Vire e frite do outro lado também até ficar dourada. Ela precisa ficar cremosa no meio.

Shakshuka, ovos no purgatório ou huevos rancheros

Dependendo do lugar, cada um dá um nome. Mas os ovos com molho de tomate e pimentão (eu não coloco pimentão; às vezes, só cenoura ralada) são um sucesso em vários lugares do mundo, do México (huevos rancheros), passando pela Itália (uova in purgatorio, ou ovos no purgatório) e chegando até Israel (shakshuka). Misture em uma frigideira grande azeite, pimentão (ou cenoura), cebola e refogue até ficar macio. Coloque alho, cominho em pó, páprica e pimenta-caiena e refogue mais um minuto. Despeje os tomates sem casca em lata na frigideira e tempere com sal e pimenta a gosto. Deixe ferver e abaixe o fogo. Cozinhe até o molho engrossar. Faça pequenos buracos no molho e quebre um ovo em cada buraquinho. Tampe a frigideira e cozinhe até o ponto da gema que você preferir. Tire a frigideira do fogo, polvilhe salsa picada e sirva o shakshuka quente.

Sopa pavesa

Uma fatia de pão (pode ser baguete ou pão italiano) na chapa com manteiga dos dois lados. Deixe bem dourado, preparando um bom caldo de frango bem rico e saboroso. Coloque a fatia de pão em um prato fundo ou em uma tigela individual. Quebre um ovo sobre o pão com cuidado para não quebrar a gema, e o cubra com o caldo de frango bem quente e coloque salsinha, queijo ralado e um toque de noz-moscada.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.