Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Como Ser Saudável
Publicidade

Tudo o que você precisa saber sobre a Eletroestimulação

Será que o treino por eletroestimulação tem mais benefícios que o treino convencional de musculação? Será que ele é realmente um treino seguro?

Como Ser Saudável|Do R7

Acredito que navegando nas suas redes sociais você já tenha visto algum famoso, atleta profissional ou até mesmo um digital influencer treinando com eletrodos pelo corpo. E você fez aquela cara de interregoção querendo saber se esse método funciona mesmo, se tem algum risco, qualquer pessoa pode fazer...

A chamada eletroestimulação é um treinamento que consiste na contração muscular involuntária enquanto se realiza os exercícios físicos. São eletrodos que vão contrair os músculos simulando uma carga de academia. Essa tecnologia, que surgiu na Alemanha, vem ganhando cada vez mais adeptos; mas como em toda atividade física, é importante estar munido de informações antes de sair treinando.

Por isso procurei a personal trainer Loana Muttoni para esclarecer nossas dúvidas. Além de ser pós-graduada em fisiologia do exercício, ela é ex-atleta profissional de fisiculturismo, sendo 2x campeã mundial e criadora do método do Músculo Eficiente. Quando perguntei se o treino com eletrodos substitui o treino de musculação convencional Loana foi enfática: "soma ao treino convencional. A gente consegue recrutar mais fibras motoras do que num treino sem. Por mais que a gente coloque carga no treino habitual, a gente não consegue recrutar o máximo de fibras musculares."

Ou seja, se aliado à musculação, potencializa o resultado do treinamento. "A tendência é consumir mais calorias. E pode-se utilizar todos os dias, mas o indicado é alternar os músculos, assim como fazemos normalmente quando prescrevemos os treinos", conta Loana. 

Publicidade

O treino com estes equipamentos é 100% seguro e não há riscos do usuário receber um choque. O recomendado é sempre ter um profissional acompanhando o treinamento, para evitar qualquer tipo de lesão. 

personal trainer e ex-atleta profissional Loana Muttoni
personal trainer e ex-atleta profissional Loana Muttoni personal trainer e ex-atleta profissional Loana Muttoni

Além do medo de poder levar um choque (já sabemos que não acontece), outra dúvida bastante comum é se pessoas com algum problema cardiovascular pode fazer uso dos eletrodos. "Pacientes cardíacos podem utilizar o equipamento. O marcapasso é sim uma contra-indicação; assim como qualquer outra alteração cardiovascular muito descontrolada", ressalta a personal trainer.

Publicidade

Apesar do treino com eletroestimulação ter chegado ao Brasil há pouco tempo, está conquistando cada vez mais adeptos. E com a informação a seguir, acredito que vai crescer ainda mais. 

"Idosos podem e devem fazer eletroestimulação. A evolução em alunas da terceira idade é impressionate quando associamos ao treino. Muits vezes o idoso tem limitação mecânica para executar um exercício, e com a eletroestimulação nós conseguimos aumentar carga sem comprometer articulação e sem gerar outros estresses musculares", explica Loana Muttoni. "Quando utilizamos a eletroestimulação temos melhor resultado."

Agora que você já sabe dos benefícios de um treino aliado à eletroestimulação, bora treinar? O verão tá batendo à porta já!! Bora gente!

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.