Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Maria do Caos
Publicidade

Vai um cafezinho aí? Só tome cuidado com o que vem dentro

A surpresa foi grande quando abri a máquina de café. Jamais esquecerei

Maria do Caos|Mônica SimõesOpens in new window

Vale sempre olhar dentro da cafeteira antes de beber o café (Imagem criada por IA via Visual Electric)

E aí, Mariassss!!!

Como passaram a semana? Nossa, sei que sentiram saudades dos nossos encontros semanais. Sim, tivemos uma pausa de uma semana, mas…

Calma, Maria! Respira, Maria!

Já voltamos com a programação normal e prometo estar aqui todas as semanas possíveis e impossíveis com vocês, combinado?

Publicidade

Sei que têm gostado das histórias de encontros fenomenais e inacreditáveis, até pensei em publicar uma que recebi ontem, mas, gente, sério, o caso que escolhi para ser compartilhado hoje é de uma situação que poucas pessoas pensam e serve até como utilidade pública.

Tudo começa com a pergunta: “Você gosta de café?”

Publicidade

Embarque nessa história comigo e pense bem antes de pedir um cafezinho.

==========

Publicidade

Eu sou daquele tipo de Maria que ama um cafezinho e não é apenas pela manhã, ou depois do almoço. Amo café mais do que qualquer coisa. Se você me perguntar se troco meu namorado por sacas importadas de café a reposta é um sim enorme. (Te amo, amor! É brincadeira!)

Bem, sou daquelas que não pode ver um cafezal e quando marca viagens já pensa naquela cafeteria local que pode proporcionar novos sabores ao meu paladar.

É, sim! Sou maluca por café e só na minha casa tenho três máquinas diferentes. Uma no quarto, outra na sala e uma na sacada. Tomo café em todas as ocasiões possíveis.

O problema é que nunca pensei que pudesse me indispor com o grão que mais amo na vida.

Era uma sexta-feira e chovia muito. Um dia em que aquela tempestade torrencial te faz repensar se vai sair de casa ou não. Optei pelo home office e fiquei trabalhando pelo notebook a manhã inteira. O período super rendeu e eu já tinha bebido umas quatro xícaras de café. Quando fui pegar a quinta, vi umas formiguinhas daquelas bem pequenininhas saindo de dentro da máquina. Achei estranho porque não costumo usar nada doce no café, prefiro amargo.

Bem, resolvi abrir a máquina e dar uma limpadinha por dentro. Sou tão rigorosa com meu café que levo minhas máquinas para serem limpas em empresas especializadas. Sim, podem me chamar de doida.

Marias, quando abri a máquina percebi que ela estava com umas larvinhas brancas pequenas… quase tive um troço. Aí, bateu desespero e abri as outras duas máquinas e também estavam com os mesmos bichinhos. Ou seja, estava bebendo café com umas coisinhas a mais que prefiro nem mencionar pra não dar frio na espinha.

Fui pesquisar na internet e encontrei um monte de vídeos de máquinas de cafés com bichinhos… Nããããooooooooo!!!!

Descobri que as máquinas precisam ser limpas com frequência e que aquelas que tem algum outro líquido como o leite, a limpeza é quase diária.

Moral da história: agora, além de ser a louca do café, sou também a maluca da limpeza.

==========

Mariasssssssss, já pensaram nisso? Eu também adoro café e não tinha pensado que preciso abrir minha máquina para limpar por dentro. Fui fazer isso quando recebi a história, ainda bem que não achei nada. Ufa!

Essa história realmente mexeu comigo e agora, antes de pedir um cafezinho, dou uma bela olhada na máquina.

E você, se tiver uma história bem doida, manda pra mim. Vou amar compartilhar aqui, na nossa salinha particular.

Até a próxima semana!

Um beijo, Marias.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.