Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

Aline Gotschalg revela paralisia em corda vocal após câncer de tireoide: 'Muito doloroso'

A influenciadora contou que a perda da voz começou um mês e meio depois da cirurgia para retirada do tumor na garganta

Famosos e TV|Do R7

Aline Gotschalg foi diagnosticada com câncer de tireoide em maio
Aline Gotschalg foi diagnosticada com câncer de tireoide em maio Aline Gotschalg foi diagnosticada com câncer de tireoide em maio

Aline Gotschalg desabafou em suas redes sociais, na noite desta segunda-feira (3), sobre o que tem vivido desde maio, quando foi diagnosticada com câncer de tireoide.

"Foi um momento muito difícil e doloroso para mim. Perdi o chão e senti muito medo... Lembro que eu estava em uma viagem a trabalho, fora do Brasil, muito feliz porque era uma conquista grande profissional. Foi devastador. Não poder abraçar minha família naquele momento foi a parte mais difícil", começou ela.

A influenciadora contou que foi submetida a uma cirurgia de tireoidectomia para a retirada do tumor e que o procedimento foi um sucesso. Entretanto, com o passar do tempo ela foi percebendo outros sintomas, que levaram à perda da voz.

"Minha recuperação foi ótima, até melhor do que eu imaginei. Tive alta no dia seguinte ao da cirurgia, consegui me alimentar, minha voz não tinha nenhuma alteração, a cicatriz ótima... um mês e meio depois da cirurgia, fiz uma endoscopia, que confirmou uma gastrite erosiva de antro. Logo no dia seguinte a esse exame, comecei a sentir uma alteração vocal. Não dei muita importância, pois achei que pudesse ser efeito do exame ou um refluxo da gastrite. Pensei que logo mais iria melhorar", explicou.

Publicidade

"Foram passando os dias, e não melhorava. Cheguei até a compartilhar aqui com vocês que vinha tendo algumas crises de ansiedade, e um dos motivos foi o fato de perder minha voz 'do nada'. Fui a excelentes médicos, fiz exames, tomei medicamentos, injeção de corticoide, e nada. Absolutamente nada fez com que minha voz voltasse ou desse qualquer sinal de melhora. Vocês conseguem imaginar o desespero que é da noite para o dia perder a voz? É o nosso principal meio de comunicação, e, no meu caso, é inclusive minha ferramenta de trabalho. Em uma semana, eu não conseguia mais me comunicar, não tinha nenhuma força para falar. Cheguei até a pensar que pudesse ser emocional", continuou.

Aline disse que está com paresia na corda vocal direita e está fazendo o possível para recuperar a voz sem intervenção cirúrgica. "A verdade é que não temos controle de absolutamente nada... 2022 tem sido um ano muito desafiador para mim... precisei me afastar um pouco das redes e focar 100% da minha energia em mim. Era minha prioridade máxima cuidar da minha voz e do meu emocional... estou com paresia na corda vocal direita. Não é uma paralisia completa, mas minha corda vocal não fecha mais a ponto de encontrar a esquerda para conseguir falar. As duas cordas vocais precisam se encontrar para emitirmos som."

Publicidade

"Hoje consigo falar baixinho e devagar, o que já é um progresso. Sigo fazendo tratamento com fono todos os dias. No meu caso, preciso de um acompanhamento bem intenso para que consiga reverter esse quadro e eu não precise de intervenção cirúrgica. O tratamento é o processo mais lento, mas estou me cuidado, me esforçando e me dedicando 100% para conseguir reverter essa paresia e ter um resultado positivo somente com fono. Creio que vai dar certo! Tudo isso aconteceu por conta da cirurgia de tireoidectomia. É comum acontecer isso depois da cirurgia. O curioso no meu caso, e tem intrigado inclusive os médicos e todos os profissionais de saúde, é: por que demorou tanto para aparecer? Normalmente, ele aparece logo após a cirurgia, ou no máximo dias depois. Eu já tenho dois meses de cirurgia. Só de ter um diagnóstico me deu alívio imenso. Consegui ter paz", contou.

Por fim, Aline aconselhou seus fãs a valorizarem mais os detalhes da vida. "Os problemas do dia a dia, a gente resolve. O que realmente tem valor na nossa vida é a nossa saúde e a nossa família, isso são nossos bens mais preciosos. Ter um bom carro é legal, ter uma casa bacana é legal, viajar é ótimo, mas ter saúde é tudo! Só damos valor às coisas quando as perdemos. Então, se você tem saúde, seja grato por tê-la. Não espere perdê-la para valorizá-la! Seja grato pelo seu corpo e por cada função que ele exerce e cuide dele! Estou bem... vai ficar tudo bem, eu tenho certeza disso", completou.

Aline Gotshalg é casada com Fernando Medeiros, e ambos são pais de Lucca, de 6 anos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.