Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

Fundação Padre Anchieta emite nota de pesar por morte do cartunista Paulo Caruso

'Com suas caricaturas e charges, Caruso faz parte da história política e social do Brasil', informou a instituição

Famosos e TV|Do R7

Paulo Caruso morreu aos 73 anos na manhã deste sábado (4)
Paulo Caruso morreu aos 73 anos na manhã deste sábado (4) Paulo Caruso morreu aos 73 anos na manhã deste sábado (4)

Após a confirmação da morte de Paulo Caruso, neste sábado (4), a Fundação Padre Anchieta emitiu um nota de pesar e lamentou a morte do artista de 73 anos.

"Cartunista, caricaturista e chargista, Caruso esteve no Roda Viva desde 1987, emprestando seu talento às milhares de entrevistas no programa da TV Cultura. Com suas caricaturas e charges, Caruso faz parte da história política e social do Brasil", informa parte do comunicado divulgado para a imprensa.

A Fundação ainda exaltou a carreira e trajetória de Caruso e relembrou dos vários prêmios que ele recebeu, como o de melhor desenhista, pela APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) em 1994.

"Por sua habilidade para a sátira e para a caricatura, aliada à numerosa produção, sua obra é das mais conhecidas do país."

Publicidade

O caricaturista, ilustrador, chargista e músico Paulo José Hespanha Caruso, mais conhecido como Paulo Caruso, morreu na manhã deste sábado (4), aos 73 anos, no Hospital 9 de Julho, região central de São Paulo.

Em nota enviada pelo Hospital Nove de Julho, o hospital confirma que o cartunista Paulo Caruso estava internado na unidade e que veio a falecer na manhã deste sábado (4), mas que "em respeito à privacidade do paciente e seus familiares, não há mais detalhes a serem fornecidos".

Publicidade

Ainda não há informações sobre onde serão prestadas as últimas homenagens ao artista.

Leia também

Leia na íntegra

Publicidade

É com profundo pesar que a Fundação Padre Anchieta comunica o falecimento de Paulo Caruso, na manhã deste sábado (4/3), em São Paulo, aos 73 anos.

Cartunista, caricaturista e chargista, Caruso esteve no Roda Viva desde 1987, emprestando seu talento às milhares de entrevistas no programa da TV Cultura. Com suas caricaturas e charges, Caruso faz parte da história política e social do Brasil.

Formado em Arquitetura pela FAU - USP, não seguiu carreira e começou como chargista no Diário Popular em 1960. De lá para cá, passou por diversos veículos de comunicação como O Pasquim, revistas Careta, Senhor e Istoé. Entre os diversos livros publicados, destaca-se As Origens do Capitão Bandeira, 1983, e outros com cenas irônicas que acompanham a história política brasileira, Ecos do Ipiranga (1984) e Bar Brasil na Nova República (1986). Além de São Paulo por Paulo Caruso - Um Olhar Bem-Humorado sobre Esta Cidade (2004), em homenagem aos 450 anos da metrópole.

Paulo Caruso recebeu vários prêmios, como o de melhor desenhista, pela Associação Paulista dos Críticos de Arte - APCA, em 1994. Por sua habilidade para a sátira e para a caricatura, aliada à numerosa produção, sua obra é das mais conhecidas do país.

As informações sobre o velório e sepultamento serão repassadas assim que possível.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.