Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Influenciador do caso da capivara Filó se defende após avô ser multado por desmatar a Amazônia

Agenor Tupinambá disse que não é responsável pelas atitudes da família e pediu para não ser criticado por isso

Famosos e TV|Do R7

Agenor Tupinambá
Agenor Tupinambá Agenor Tupinambá

Agenor Tupinambá, influenciador que ficou conhecido pelo caso da capivara Filó, se defendeu após ser revelado que o avô dele foi multado por desmatar uma região da Amazônia, no município de Autazes (AM). Nas redes sociais, Agenor se defendeu e disse não ter relação com as atividades da família. Porém ele tem diversas publicações feitas em pastos de criação de búfalo, que ocupam o lugar onde antes era floresta.

"Vou repetir aqui mais uma vez. Não sou meu avô, não sou responsável pelo que ele fez. Sei quem eu sou, não fiz nada de errado para merecer isso. Quer dizer que, se um tio seu roubar, você também é ladrão? Se o seu pai matar, você também é assassino?", disse o influenciador.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Assine a newsletter R7 em Ponto

Publicidade

Segundo o site Intercept Brasil, Elmar Cavalcante Tupinambá, o avô de Agenor, está entre os responsáveis por desmatar a floresta amazônica no Amazonas. Em 2022, Elmar foi multado pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas em R$ 1,2 milhão pelo desmatamento.

O avô de Agenor é um dos principais responsáveis pela perda de floresta em Autazes: sozinho, ele foi responsável por 42% do desmatamento da cidade nas últimas duas décadas. Ao todo, Elmar destruiu ou danificou 240 hectares de mata às margens do rio Paraná Madeirinha e do lago Imbaúba.

Publicidade

No município de Autazes, a floresta amazônica deu lugar a pastos para a criação de búfalos. Nas redes sociais de Agenor Tupinambá, há diversos registros do influenciador nas fazendas e rodeado pelos animais.

Entenda o caso da capivara Filó que envolveu influenciador, deputada, Luisa Mell e Ibama

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.