Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

Justiça acolhe pedido do MP, e Bruno De Luca irá responder por omissão de socorro a Kayky Brito

Inicialmente, a polícia decidiu não indiciar o apresentador, mas o promotor do caso solicitou sua autuação por omissão de socorro

Famosos e TV|Do R7

Bruno De Luca coloca as mãos na cabeça após Kayky Brito ser atropelado
Bruno De Luca coloca as mãos na cabeça após Kayky Brito ser atropelado Bruno De Luca coloca as mãos na cabeça após Kayky Brito ser atropelado

A Justiça do Rio acolheu, nessa segunda-feira (16), o pedido feito pelo MPRJ (Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro) para que o apresentador Bruno De Luca responda por omissão de socorro no caso do atropelamento do ator Kayky Brito, ocorrido no início de setembro. A informação foi confirmada pelo TJRJ (Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro) em comunicado enviado ao R7.

"O 9° Juizado Especial Criminal acolheu pedido do Ministério Público para que seja retificada a autuação do inquérito para incluir Bruno Freitas Mantuano de Luca como autor do fato de crime previsto no artigo 135 do Código Penal (omissão de socorro). Oportunamente, deve ser designada audiência especial para o oferecimento de transação penal", diz trecho da nota.

Imagens obtidas pelo Domingo Espetacular, da Record TV, revelam que De Luca não socorreu o artista (e amigo) durante o atropelamento, ocorrido em uma avenida da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. Na gravação, ele coloca as mãos na cabeça, atravessa a avenida, vai em direção ao carro dele, mas, em nenhum momento, se aproxima do local do acidente.

Em depoimento prestado à 16ª DP (Delegacia de Polícia), o apresentador disse que só ficou sabendo que o amigo era a vítima do atropelamento um dia depois do acidente. Ele negou ter ingerido bebida alcoólica ou qualquer tipo de droga, mas afirmou que não lembrava como chegou em casa.

Publicidade

Inicialmente, a polícia decidiu não indiciar Bruno, mas o promotor Márcio Almeida Ribeiro da Silva solicitou sua autuação por omissão de socorro.

Advogados criminalistas ouvidos pelo R7 disseram que De Luca poderia ser enquadrado por falso testemunho, caso fosse comprovada uma eventual mentira em seu depoimento à polícia, mas não ser punido por omissão de socorro a Kayky Brito.

Publicidade

• Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

• Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Publicidade

• Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Defesa de Bruno De Luca

Em comunicado, o advogado do apresentador, Rodrigo Brocchi, abordou a solicitação do Ministério Público para uma reavaliação do caso.

"Em momento algum Bruno De Luca pode ser acusado de omissão de socorro, já que várias pessoas já estavam prestando o auxílio necessário, inclusive chamando os Bombeiros. Bruno prestou todos os esclarecimentos, não por outra razão concluiu-se pela inexistência de qualquer ato impróprio", informou por email.

Kayky Brito vive recuperação longe da mulher, com fisioterapia e polêmica com Bruno De Luca

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.