Vaquinha para Nick Cordero chega a R$ 5 milhões após morte do ator

Artista morreu no domingo (5), após ficar quase 100 dias internado tratando complicações da covid-19

Amanda, Nick e o pequeno Elvis

Amanda, Nick e o pequeno Elvis

Reprodução

Criada por amigos em abril deste ano para ajudar com as despesas médicas da internação de Nick Cordero, a vaquinha da família do ator está perto de chegar a 886 mil dólares, cerca de 4,7 milhões de reais. A morte de Nick por complicações da covid-19, no domingo (5), anunciada nas redes pela mulher, Amanda Koots, fez as doações dispararem durante esta segunda-feira (6). Para se ter uma ideia, no dia 1º de julho, quando Nick ainda estava vivo, as arrecadações estavam perto de 590 mil dólares. 

Por que covid-19 pode levar à morte pessoas saudáveis, como ator

No domingo (5), Amanda anunciou a morte do marido com a seguinte mensagem. "Deus tem outro anjo no céu agora. Meu querido marido faleceu esta manhã. Ele estava cercado de amor por sua família, cantando e orando enquanto deixava gentilmente esta terra. Estou incrédula e ferida em todos os sentidos e lugares. Meu coração está partido porque eu não consigo imaginar nossas vidas sem ele. Nick era uma luz tão brilhante. Ele era amigo de todos, adorava ouvir, ajudar e principalmente conversar. Ele era um ator e músico incrível. Ele amava sua família e adorava ser pai e marido. Elvis (filho do casal) e eu sentimos sua falta em tudo o que fazemos, todos os dias", lamentou.

Cordero ficou internado por 90 dias antes de morrer e também precisaria de transplante de pulmão. Ele chegou a perder uma perna por causa da doença.

Amigo de Nick Cordero revela último pedido do ator

Na noite desta segunda-feira (6), Amanda tem postado lembranças de Nick no Stories do Instagram.