Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

‘Uma Ideia de Você’ usa comédia romântica e inspiração em Harry Styles para debater coisa séria

Luta contra preconceito etário e ódio da internet traz reflexão sobre importância da felicidade em meio a julgamentos

Cine R7|Sandra Lacerda*

Nicholas Galitzine e Anne Hathaway em cena de 'Uma Ideia de Você' (Divulgação)

“Quarentona e sem noção” é uma das expressões usadas por Solène Marchand, interpretada pela icônica Anne Hathaway, para se referir a si mesma sobre o relacionamento com Hayes Campbell (o novato Nicholas Galitzine), um pop star integrante da boyband August Moon. Ele é 16 anos mais novo que ela.

Quem pensa que assistir ao filme Uma Ideia de Você vai ser leve, descontraído e trazer boas risadas, como o que se espera de uma comédia romântica, provavelmente vai se decepcionar. O longa se aproxima muito mais de um romance dramático que levanta pautas profundas e delicadas sobre etarismo, traição, divórcio e rejeição.

Veja também

É claro que o filme traz coincidências improváveis típicas de comédias românticas, como procurar o banheiro em um evento gigantesco como o Coachella e parar no trailer de um dos cantores pop mais famosos do momento.

Um encontro desajeitado, cômico e confuso para Solène, mas avassalador para o Hayes, que se encanta pela beleza e ousadia da mãe de uma de suas fãs.

Publicidade

A partir daí acontece aquilo que, infelizmente, “só acontece em filme” (ou fanfic!): o astro pop interrompe o show para dedicar uma canção para uma pessoa especial que conheceu naquele dia mais cedo. A adolescente que ainda vive em Solène vibra como se estivesse prestes a viver uma grande e louca história de amor — e está mesmo.

Fanfic de Harry Styles?

Não é à toa que a forma como se dão os encontros e reencontros do casal se parece com uma fan fiction. A adaptação para o filme, dirigida por Michael Showalter e disponível no Prime Video, foi baseada no livro de Robinne Lee, publicado em maio de 2023, que começou, de fato, sendo uma “ficção de fã”.

Publicidade

Embora Lee não tenha confirmado os rumores, os espectadores já levantaram suspeitas sobre quem pode ter inspirado o personagem principal: o cantor britânico Harry Styles, ex-integrante da One Direction.

Verdade ou não, é inegável que as semelhanças entre Hayes Campbell e Harry Styles são muitas. Ambos são britânicos e iniciaram suas carreiras musicais por meio de programas de talentos. Hayes foi integrante da banda August Moon até anunciar o início de sua carreira solo, assim como Styles e a One Direction.

Publicidade

Além disso, Harry já ganhou fama por gostar de namorar mulheres mais velhas, principalmente após o relacionamento com a atriz e diretora Olivia Wilde, 10 anos mais velha que o cantor.

“Sou muito velha para você”

Mais do que um romance entre uma galerista anônima e um pop star incrivelmente semelhante a Harry Styles, a questão central do filme é, sem dúvidas, o etarismo. Embora Hayes não pareça se importar, a diferença de 16 anos entre o casal é um fator que deixa Solène relutante para se entregar totalmente ao cantor e à paixão que sentem um pelo outro.

As inseguranças de Solène diante do julgamento da sociedade são tangíveis e refletem um medo profundamente enraizado de rejeição da personagem, desencadeado principalmente após a traição de seu ex-marido, pai de sua filha.

Mesmo se permitindo viver momentos deliciosos com o jovem de 24 anos, o desconforto, as incertezas e o preconceito — tanto da sociedade quanto o da própria protagonista — acompanham Solène por boa parte da trama e a fazem, por diversas vezes, tentar fugir do relacionamento.

Frases como “sou muito velha para você”, “poderia ser sua mãe”, “o que as pessoas vão pensar?” e “a gente não combina” são ditas com força em meio às discussões, mas ainda com muito pesar também.

Uma ideia de você

Por muito tempo Solène tratou o relacionamento com Hayes como uma “ideia”, como se não fizesse parte da realidade. Mas quando a realidade chega, o momento em que o romance tão cuidadosamente escondido é desmascarado e escancarado na mídia, a idealizadora se vê exposta nas redes sociais e bombardeada por ódio.

Nas capas de todas as revistas teen, a sociedade etarista e machista não engoliu bem o fato de uma mulher 16 anos mais velha estar namorando o astro pop. Se os papéis fossem invertidos, é claro que a repercussão não seria negativa nas mesmas proporções que foram para este casal.

Os olhares julgadores, os sussurros, as risadas e o ódio destilado na internet deixaram Solène ainda mais insegura sobre o rumo de sua vida e roubaram sua felicidade. O ódio na internet tem esse poder. É preciso muita força para não dar ouvidos ao que os outros dizem e viver o que a felicidade oferece.

*Sob supervisão de Lello Lopes

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.