Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Maria do Caos
Publicidade

O sonho da casa própria e um rombo no bolso

Realizar o sonho da casa própria é uma sensação inexplicável. Para a nossa Maria, ainda mais

Maria do Caos|Mônica SimõesOpens in new window

Comprar a casa própria sempre vem com surpresas (Imagem criada por IA via Visual Electric)

E aí, Marias!!!

Como passaram a semana? Estão bem? Muito caos por aí? Me contem.

O que acharam da história da Maria que conheceu o grande amor em um quase golpe? Imaginem só, conhecer o príncipe encantado dessa maneira? Surreal, né? Mas, aqui é “Maria do Caos” e somente este tipo de história interessa.

Bem, o caso de hoje vem lá de Belo Horizonte, Minas Gerais. Nossa Maria da semana tinha o sonho de comprar o próprio apartamento. Ela, que sempre foi uma mulher independente, quis dar o passo de comprar algo dela. Mas, é claro que deu tudo errado por causa de uma velha mania da nossa, Maria: economizar em cada detalhe.

Publicidade

Venha comigo e divirta-se com o caos maravilhoso de todo semana.

==========

Publicidade

Tinha acabado de completar 35 anos e aquela ansiedade começou a bater forte: por que estou pagando aluguel até hoje? Cadê aquela mulher independente que prometo ser desde o início da faculdade? Bem, ela estava ali, mas o dinheiro ainda não dava.

Bem, belo dia, estava passando por uma rua e vi um anúncio de apartamento para vender em um pedaço de papel. Sabe essas impressões em folha de sulfite que colam em postes? Então, era tipo um desse. Estava escrito: “Vendo apartamento mobiliado na zona sul por valor bem abaixo do mercado.” Embaixo, um telefone. Fotografei rapidinho aquele anúncio e segui o trajeto para o trabalho.

Publicidade

Quando cheguei, liguei o computador e já fui pegando meu celular para entrar em contato com o proprietário do imóvel. Liguei e uma mulher me atendeu. Perguntei tudo sobre o apartamento e as respostas eram as melhores possíveis. Na hora, nem pensei que tudo era bom demais pra ser verdade e fui levando a conversa. Marcamos uma visita.

No dia, saí do meu velho apartamento alugado e segui para o meu futuro esplendoroso. Cheguei no prédio e achei a fachada uma graça. Sabe aqueles predinhos de várias torres, com sacadas vazadas? Então, era assim.

Entrei no apartamento e senti um cheirinho de spray, com desodorante, e no finzinho aquele aroma de moto, sabe? Mas estava tão empolgada que nem quis prestar muito atenção nisso.

A mulher foi me mostrando o lugar e achei que precisava, sim, de uma reforminha, mas pelo valor anunciado, ainda estaria no lucro.

Fechamos negócio. Peguei todas as minhas economias, mais o financiamento e comprei.

Na primeira semana, descobri que os encanamentos estavam entupidos. Depois, que o cheiro de moto exalava de todas as paredes e, sabe o que mais? O vizinho de cima costumava afastar móveis à noite, e a de baixo falava alto demais nas conversas com a mãe.

Na segunda semana, descobri que um gato morava junto comigo. Ele tinha um espaço dentro do sofá com muitos potes de ração e água. Claro que acabei adotando, ele se chama Mingau.

No fim das contas, com todo o conserto e dor de cabeça, acabei comprando dois apartamentos.

Eu e essa minha mania de economizar.

==========

Mariasssss, é preciso muita cautela antes de dar esse passo. Pesquisar, lapidar e, principalmente, verificar a procedência do futuro lar.

Mas nossa Maria teve coragem para realizar o sonho e isso é libertador.

Tem uma história muito doida? Manda pra mim.

Ótima semana.

Beijos, Marias.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.