Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

Paulo Barros estreia na Mocidade com enredo sobre o fim do mundo

"Meu carnaval é um quebra-cabeça na Sapucaí", diz Paulo Barros

Carnaval 2015|Rodrigo Teixeira, do R7


Em 2015, Paulo Barros defende a Mocidade
Em 2015, Paulo Barros defende a Mocidade

“Seu Paulo está no céu”, a frase foi dita ao motorista da nossa equipe do Rio de Janeiro, que foi muito formal ao se despedir de Paulo Barros após uma entrevista bem descontraída concedida à reportagem do R7 pelo carnavalesco da Mocidade Independente de Padre Miguel. Paulo vestia uma regata branca e uma bermuda verde e falou sobre o enredo “Se o mundo fosse acabar, me diz o que você faria se só lhe restasse um dia?”. Em sua sala onde ostenta três títulos do Carnaval carioca, Barros afirmou que seu desfile é um quebra-cabeça que tem sentido quando todos os componentes estão reunidos.

— Antes do Carnaval as pessoas olham para o meu carro e não entendem nada. As pessoas costuma prejulgar tudo... O meu tipo de trabalho é aquele agrega peças. E as peças só se adequam ao carro no dia de desfile onde tudo se reúne. É um quebra-cabeça que a gente só vai ver montado lá no dia do desfile. Meu carnaval é um quebra-cabeça na Sapucaí.

Vídeo: Há 16 anos sem conquistar um título, Mocidade quer acabar com jejum em 2015

Paulo Barros disse que não é polêmico.

Publicidade

— As pessoas que polemizam a minha arte [risos]. Ano passado, Paulo Barros deu uma banho de água que refrescou a avenida em uma alegoria que homenageava Ayrton Senna.

O carnavalesco disse que até hoje recebe críticas pelo carro.

Publicidade

— Muita gente quer me matar até hoje por causa daquele carro. Algumas pessoas não gostam de tomar banho [risos]. As pessoas gostam de polemizar e eu acho que isso não é motivo para polêmica. Acho que a gente pode fazer o uso da água numa alegoria com consciência, usar uma água reciclada ou de reuso. As pessoas gostam desse tipo de polemica e isso virou praxe.

A Mocidade Independente de Padre Miguel escolheu o samba composto por Ricardo Mendonça, Tio Bira, Anderson Viana e Lúcia Naval para o desfile de 2015, quando vai levar para a avenida o enredo “Se o mundo fosse acabar, me diz o que você faria se só lhe restasse um dia?”. Paulo Barros disse que a mensagem que a escola quer passar é que cada um aproveite cada dia como se fosse o último.

— Eu faço o meu fim do mundo todo o dia e esse é o recado que a Mocidade quer passar no seu enredo. Viver cada dia como se fosse o último porque o amanhã pode não chegar. O fim do mundo é todo dia e essa é a mensagem que a Mocidade que passar.

claudia leitte
claudia leitte

Paulo Barros disse que foi bem recebido pela Mocidade.

— Esse processo fluiu muito bem. O processo de criação e de administração do barracão eu faço questão de dominar. Tanto a equipe que me recebeu aqui na Mocidade quanto a que eu montei teve uma união muito boa. Eu posso dizer que a gente não teve problemas, mas fofoca é normal [risos].

Paulo comentou o momento atual vivido pela agremiação que defende. Sob nova direção, a Mocidade Independente apostou no carnavalesco e também na rainha de bateria Claudia Leitte.

— Eu não sou sozinho. Dependo de 4 mil componentes que vão para a avenida disputar o Carnaval. O componente está com o sentimento de ser grande, de ser campeão, isso aflorou de novo, aflorou por minha causa? Não. Foi por conta da própria escola que decidiu se reorganizar, se estruturar e se preparar para um desfile

Em sua estreia na Mocidade, Paulo Barros disse que o título é consequência de trabalho em equipe.

— A busca de um título é simplesmente uma consequência. Ela é consequência do trabalho. A gente primeiro se organiza e o título não virá se a gente não se organizar e administrar isso de uma maneira correta. Uma escola de samba entra na avenida com 10 pontos e perde isso ao longo do desfile por conta dos erros. A gente trabalha antecipadamente para que esses erros não aconteçam.

Paulo disse que a verde e branca da zona oeste está com o grito de campeã engasgado na garganta.

— Eu me enxergo como uma dessas engrenagens, a gente depende de muitos quesitos e a nossa escola está bem motivada. Vamos voltar com a Mocidade que disputa títulos.

A Mocidade é a terceira escola a desfilar no domingo (15) de Carnaval. Veja o vídeo:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.