Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

‘Se o Guilherme de Pádua morrer vou ficar feliz’, disse Raul Gazolla

Marido de Daniella Perez na época do crime, ator falou sobre os assassinos em junho

Famosos e TV|Do R7

Raul Gazolla fala da morte de Daniella Perez, com quem era casado
Raul Gazolla fala da morte de Daniella Perez, com quem era casado Raul Gazolla fala da morte de Daniella Perez, com quem era casado

O ator Raul Gazolla, ex-marido de Daniella Perez, afirmou em entrevista ao podcast Inteligência Limitada em junho que ficaria feliz se os assassinos da atriz morressem. Neste domingo, Guilherme de Pádua, que cometeu o crime ao lado de Paula Thomaz, morreu, aos 53 anos.

Na época, Daniella e Guilherme formavam um par romântico na novela De Corpo e Alma, escrita por Gloria Perez, mãe da atriz, e ele teria decidido matar a colega de elenco por não estar satisfeito com os rumos do personagem dele.

Raul Gazolla disse que Guilherme nunca se arrependeu do crime e que Paula "se faz de inocente". Ele também chamou o assassino de Daniella de "psicopata".

"O psicopata não tem sentimento. Ele não sente nada. Eles são psicopatas, os dois. Ele é um psicopata perigoso, ela é fria, calculista", disse.

Publicidade

Gazolla afirmou sofrer até hoje pelo que aconteceu, mas garantiu não ter a menor intenção de se vingar do ex-casal. "Eu não tenho o menor interesse em matar eles dois, nenhum. Quero que eles vivam a vida deles da pior maneira possível, se morrerem, vou ficar feliz, não vou ficar triste", afirmou.

O ator também comentou a relação com Gloria Perez. Ele conta que os dois tinham uma relação de amizade, mas acabaram se aproximando muito após o assassinato. O artista costuma visitar a autora três vezes por ano, no dia do aniversário de Daniella, na data do crime e próximo às festas de fim de ano.

"A Gloria é uma das pessoas que mais admiro nesse mundo. O meu sofrimento foi muito grande, mas o da Gloria foi imensurável. Tínhamos uma relação bem bacana antes da Dani ser assassinada, mas depois criamos um vínculo maior do que apenas uma amizade", disse Raul Gazolla.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.