Logo R7.com
Logo do PlayPlus
RPet
Publicidade

American bully XL: conheça a raça de cachorros que pode ser proibida no Reino Unido

Especialistas dizem que esses cães não são perigosos, mas também explicam que eles precisam de liderança e muita atividade física

RPet|André Barbeiro*, do R7

Raça precisa de liderança e muita atividade física
Raça precisa de liderança e muita atividade física Raça precisa de liderança e muita atividade física

O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, descreveu, na última sexta-feira (15), a raça de cães american bully XL como um "perigo para nossas comunidades" e anunciou planos para proibi-la após um clamor público devido a uma série de ataques recentes. Porém, especialistas explicam que esses cachorros não são um risco, mas atentam para a necessidade de liderança e atividade física que precisam manter.

Livia Romeiro, veterinária especializada em linha de cuidado, diz que o american bully XL tem uma personalidade sociável e tranquila. "Ele é muito gente boa com cachorros e pessoas. Dificilmente tem uma conduta agressiva. As características de comportamento dele não têm nada de agressividade, tanto é que ele está incluso no grupo de cães de companhia."

O comportamentalista e adestrador animal Fernando Lopes vai em outra direção e afirma que esses bichos necessitam de pulso firme. "São pets que precisam ser treinados e adestrados desde os primeiros meses de vida", ensina.

"Precisam de bastante liderança. Até costumo dizer que não é uma raça para qualquer um. É um animal que requer atividade física pelo seu porte, mas não é um bicho considerado como um cão de companhia", acrescenta.

Publicidade

· Compartilhe esta notícia no WhatsApp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Ele afirma ainda que esses animais têm "instinto guardião" e que é preciso analisar caso a caso. "É necessário estudar muito para ter uma raça", estabelece.

Lopes indica que quem quiser ter um american bully XL deve se atentar a alguns cuidados. "Eles têm de ser castrados e também seguir as normas de segurança existentes para raça, como usar uma guia curta e focinheira, principalmente quando for andar em parques", detalha. "Houve uma época, inclusive, que eles eram chamados de pit monster", lembra.

Publicidade

Os especialistas contam que o american bully XL surgiu nos Estados Unidos, por volta da década de 1990. "Eles vêm do cruzamento da famosa raça pit bull terrier e outras raças. Muitos dizem que têm um pouco de buldogue inglês na mistura", comenta Lopes.

Livia fala que é um cão corpulento, apesar de pequeno. "O nome 'bully' vem de 'valentão', porque ele tem um aspecto de cachorro mais robusto, só que de tamanho menor", esclarece.

Segundo a especialista, a expectativa de vida desses pets está em torno dos 13 anos. Além disso, é importante prestar atenção nas articulações dos cães da raça american bully XL, já que eles têm certa predisposição para displasia coxofemoral e do cotovelo.

"Isso sempre se dá, por causa da redução de tamanho. Quanto menor, mais torto os ossos longos ficam. É como se as articulações não encaixassem direito, gerando a artrose e doenças degenerativas muito cedo", ilustra.

Ela também diz que alguns problemas de olhos e respiração podem existir. "Alteração de palato mole, mas isso é caso a caso. Não é recorrente."

Concurso elege o Cão do Ano de Westminster, em Londres; veja

*Sob a supervisão de Camila Juliotti

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.