Logo R7.com
Logo do PlayPlus
RPet
Publicidade

Cientistas trabalham em medicação para aumentar a vida dos cães

A pesquisa está em fase de testes, e o remédio deve chegar ao mercado em 2026; empresa também estuda como ampliar a vida de pets idosos

RPet|Do R7


Raças grandes, como o labrador, têm um tempo menor de vida
Raças grandes, como o labrador, têm um tempo menor de vida

Cientistas dos Estados Unidos desenvolvem uma medicação que deve ampliar a vida dos cachorros. A notícia dá esperança aos tutores, que poderão ter a companhia de seus bichinhos de estimação por mais tempo. A empresa responsável pela pesquisa promete entregar o produto ao mercado até 2026.

A notícia anima os donos de cães de raças grandes e gigantes, com uma vida mais curta que a de raças menores. Um labrador vive de 10 a 12 anos; já um chihuahua pode chegar a completar 20 anos. O estudo visa a diminuir as disparidades de vida útil entre as raças.

Segundo o Loyal, o laboratório que conduz a pesquisa, o produto, de ação prolongada, deve ser administrado pelo veterinário nos cães a cada três a seis meses. 

Os cientistas também estudam um medicamento que garanta um envelhecimento saudável aos cachorros mais velhos, independentemente de tamanho ou raça. A proposta é melhorar o metabolismo do animal e prolongar seus anos de vida.

A partir de 2024, os veterinários poderão prescrever os comprimidos aos cães.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.