Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Entre Pets e Beijos
Publicidade

Carrapato-estrela: o parasita mais temido do momento

Saiba como proteger seu pet e o que fazer caso encontre o inseto

Entre Pets e Beijos|Do R7 e Lidiane Shayuri Hayashi


Segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, há mais de 60 espécies de carrapato identificadas no Brasil. Destas, uma ganhou ainda mais destaque na última semana: o carrapato-estrela. Ele é o responsável pela transmissão da febre maculosa — doença que provocou a morte de quatro pessoas na região Sudeste do país.

Conheça o parasita mais falado da semana
Conheça o parasita mais falado da semana

Os carrapatos são parasitas hematófagos, ou seja, se alimentam de sangue. Especialmente a fêmea do carrapato-estrela, que, ao sugar o sangue de um animal já contaminado pela bactéria Rickettsia rickettsii (responsável pela febre maculosa), ingere o microorganismo e, a partir desse momento, transmite a bactéria para a próxima geração de carrapatos e para o próximo animal de que vão sugar o sangue — daí a contaminação.

Os pets e os humanos contaminados apresentam prostração, falta de apetite, febre, vômitos, diarreia e manchas vermelhas pelo corpo — sintomas quem surgem em outras enfermidades e são confundidos com os delas. Daí a necessidade de um profissional qualificado e, no caso dos animais, de tutor atento e ágil, que o encaminhe para atendimento veterinário. O diagnóstico precoce permite o tratamento e a cura.

Vale destacar que os únicos transmissores da doença são os carrapatos! A médica-veterinária Cátia Monteiro Camara Passos, da clínica Cão Maravilha, fala mais sobre o parasita, a doença e ensina formas corretas e adequadas de prevenção e de eliminação do inimigo:

Por aqui, ninguém solta a pata de ninguém!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.