Logo R7.com
Logo do PlayPlus
RPet
Publicidade

Influenciadora é criticada e viraliza com vídeo de gato savannah; entenda sobre a raça

O felino foi confundido com um serval, que especialistas explicam ser um 'parente' selvagem próximo ao animal da gravação

RPet|André Barbeiro*, do R7


Gato savannah foi confundido com animal selvagem
Gato savannah foi confundido com animal selvagem

Um vídeo de uma influenciadora que tem um gato da raça savannah viralizou recentemente nas redes sociais. A gravação ganhou notoriedade porque o animal se assemelha ao felino selvagem serval, o que assustou os internautas, já que em algumas ações ele lembra o "parente", que não é doméstico. Por isso, a veterinária especialista em linha de cuidado Livia Romeiro explica, ao RPet, alguns detalhes sobre esse bichano e também conta se é possível ter um desses em casa.

A profissional comenta que existem cinco tipos desse gato. "O savannah é caracterizado pela quantidade de genética do serval, as quais são chamadas de F1, F2, F3, F4 e F5."

"O F1 seria a primeira geração, que é quando se pega um serval puro e acasala com uma gata doméstica. Quando se cruza um F1 e uma gata, se gera o F2. Pegando um F2 e acasalando com uma gata doméstica, se tem um F3. Então, quanto maior a numeração, mais longe o gato está do serval. O F1 é o que está mais próximo do gato selvagem", ensina.

André Gatti, veterinário especializado em felinos da Clínica Gatto de Botas, complementa a colega e diz que quanto mais próxima a geração do savannah é do serval, maiores eles são. "Os maiores são os filhotes F1, F2 e F3, os F4 e F5 são praticamente do tamanho de gatos normais."

Publicidade

"O serval é um gato selvagem de médio porte, chegando a medir mais de 1 metro de comprimento, até a ponta da cauda", detalha sobre o ancestral do savannah.

É possível ter um desses em casa?

Livia afirma que os gatos da raça savannah, diferente dos servais, são animais domésticos e não precisam de uma liberação de órgãos públicos para serem adotados.

Publicidade

· Compartilhe esta notícia no WhatsApp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Ela ainda conta que em ambientes pequenos, um tutor precisa estar atento a alguns detalhes. "Pode se ter um bicho desses em um apartamento, mas ele vai precisar fazer exercício, com brincadeiras ou passeios, por exemplo."

Saúde e cuidados

Os profissionais avisam que o animal está predisposto a ter algumas doenças cardíacas ou de sangue, orientam que os tutores levem o animal ao veterinário rotineiramente, e fazem um alerta. "Todos os machos devem ser castrados, por conta do territorialismo", aconselha Livia.

"Os savannahs se adaptam bem a casas com outros animais. Porém, os criadores pedem para evitar quando se tem aves, por conta da ancestralidade mais próxima", diz a veterinária.

"Todos os gatos ainda conservam muito dos comportamentos selvagens, o instinto de caça, os

sentidos extremamente aguçados, os instintos de fuga e autoproteção. No caso do savannah,

isso ocorre da mesma forma, porém nos indivíduos F1, F2 podem ser mais acentuados", lembra Gatti.

Veja um dos vídeos do gato que viralizou e gerou dúvidas:

Adotou um gato e não sabe o que fazer? Descubra 7 cuidados importantes para os bichanos

*Sob a supervisão de Camila Juliotti

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.