Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Viva a Vida
Publicidade

Estudo revela marcas de queijos contaminados no Brasil

Flipar

Flipar|Do R7


Se você é um apreciador de queijo, é bom ficar atento. Uma nova pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) revelou algumas marcas que estão fora dos padrões de qualidade necessários.
Se você é um apreciador de queijo, é bom ficar atento. Uma nova pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) revelou algumas marcas que estão fora dos padrões de qualidade necessários.
A pesquisa analisou marcas de queijo coalho, gorgonzola, ralado e processado.
A pesquisa analisou marcas de queijo coalho, gorgonzola, ralado e processado.
Ao todo, foram 49 produtos testados, sendo 18 marcas de coalho, nove de gorgonzola, seis de processado e 16 de ralado.
Ao todo, foram 49 produtos testados, sendo 18 marcas de coalho, nove de gorgonzola, seis de processado e 16 de ralado.
Os exames de laboratório revelaram que duas marcas de queijo coalho, Porto Alegre e SertaNorte, continham presença de “Escheria coli” acima dos limites máximos estipulados pela legislação brasileira.
Os exames de laboratório revelaram que duas marcas de queijo coalho, Porto Alegre e SertaNorte, continham presença de “Escheria coli” acima dos limites máximos estipulados pela legislação brasileira.
Essa bactéria é comumente encontrada no trato intestinal humano, porém, quando ingerida em grandes quantidades pela água ou alimentos contaminados, pode causar desconforto abdominal e diarreia.
Essa bactéria é comumente encontrada no trato intestinal humano, porém, quando ingerida em grandes quantidades pela água ou alimentos contaminados, pode causar desconforto abdominal e diarreia.
A presença da bactéria Escheria coli nos queijos pode ser atribuída a problemas relacionados à temperatura e umidade inadequadas durante o armazenamento.
A presença da bactéria Escheria coli nos queijos pode ser atribuída a problemas relacionados à temperatura e umidade inadequadas durante o armazenamento.
Outro motivo pode ser a falta de práticas higiênicas durante a manipulação dos produtos.
Outro motivo pode ser a falta de práticas higiênicas durante a manipulação dos produtos.
Ao comparar o valor de sódio informado pelos fabricantes na tabela nutricional, a Proteste revelou inconformidades nos quatro tipos de queijo examinados em relação às regulamentações estabelecidas pela legislação brasileira.
Ao comparar o valor de sódio informado pelos fabricantes na tabela nutricional, a Proteste revelou inconformidades nos quatro tipos de queijo examinados em relação às regulamentações estabelecidas pela legislação brasileira.
Conforme a legislação, a quantidade de sódio presente nos produtos não pode ultrapassar 20% do valor declarado no rótulo.
Conforme a legislação, a quantidade de sódio presente nos produtos não pode ultrapassar 20% do valor declarado no rótulo.
No caso do queijo coalho Três Marias, foi constatado um excesso de 159% em relação à quantidade de sódio informada.
No caso do queijo coalho Três Marias, foi constatado um excesso de 159% em relação à quantidade de sódio informada.
Já o queijo ralado Gran Romano apresentou uma discrepância de 76,6%.
Já o queijo ralado Gran Romano apresentou uma discrepância de 76,6%.
O queijo gorgonzola Cruzilia apresentou 94% acima do valor declarado.
O queijo gorgonzola Cruzilia apresentou 94% acima do valor declarado.
Já o queijo processado São Vicente apresentou um aumento de 36,3% em relação ao valor permitido.
Já o queijo processado São Vicente apresentou um aumento de 36,3% em relação ao valor permitido.
Segundo Mylla Moura, especialista da Proteste, “o consumo de sódio em excesso pode aumentar a probabilidade de doenças crônicas, como hipertensão, acidente vascular cerebral, pedra nos rins e até câncer de estômago”.
Segundo Mylla Moura, especialista da Proteste, “o consumo de sódio em excesso pode aumentar a probabilidade de doenças crônicas, como hipertensão, acidente vascular cerebral, pedra nos rins e até câncer de estômago”.
A pesquisa também revelou que a maioria dos queijos examinados possui aditivos alimentares, que são substâncias químicas adicionadas aos alimentos com o objetivo de prolongar sua vida útil ou conferir cor, por exemplo.
A pesquisa também revelou que a maioria dos queijos examinados possui aditivos alimentares, que são substâncias químicas adicionadas aos alimentos com o objetivo de prolongar sua vida útil ou conferir cor, por exemplo.
Todos esses aditivos estão dentro dos limites permitidos pela legislação brasileira para esse tipo de alimento, embora especialistas enfatizem que quanto menor a quantidade, melhor.
Todos esses aditivos estão dentro dos limites permitidos pela legislação brasileira para esse tipo de alimento, embora especialistas enfatizem que quanto menor a quantidade, melhor.
A Proteste ainda destacou que o queijo coalho obteve os melhores resultados: entre as 16 marcas avaliadas, apenas três apresentaram a presença de um único tipo de aditivo.
A Proteste ainda destacou que o queijo coalho obteve os melhores resultados: entre as 16 marcas avaliadas, apenas três apresentaram a presença de um único tipo de aditivo.
Já nos queijos processados e ralados, todos continham esses ingredientes, variando de dois a cinco tipos diferentes em sua composição.
Já nos queijos processados e ralados, todos continham esses ingredientes, variando de dois a cinco tipos diferentes em sua composição.
Especialistas também alertam para os riscos associados ao consumo excessivo de queijos devido à elevada quantidade de gorduras saturadas presentes neles.
Especialistas também alertam para os riscos associados ao consumo excessivo de queijos devido à elevada quantidade de gorduras saturadas presentes neles.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda uma ingestão diária de até 22g desse tipo de gordura.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda uma ingestão diária de até 22g desse tipo de gordura.
No entanto, 100g de queijo coalho da marca Cruzilla (equivalente a um espeto e meio) contêm 20,3g; um pacote grande (100g) dos queijos ralados Crioulo e Nata de Minas contém 27g; 100g do queijo processado Tirolez possui 16,3g; e 100g do gorgonzola Regina apresentam 21g de gordura saturada.
No entanto, 100g de queijo coalho da marca Cruzilla (equivalente a um espeto e meio) contêm 20,3g; um pacote grande (100g) dos queijos ralados Crioulo e Nata de Minas contém 27g; 100g do queijo processado Tirolez possui 16,3g; e 100g do gorgonzola Regina apresentam 21g de gordura saturada.
É importante considerar que esses produtos já possuem naturalmente altas quantidades de gorduras saturadas e sódio em suas composições, por isso é essencial avaliar as variações entre os diferentes tipos de queijo, conforme recomendado pelos especialistas.
É importante considerar que esses produtos já possuem naturalmente altas quantidades de gorduras saturadas e sódio em suas composições, por isso é essencial avaliar as variações entre os diferentes tipos de queijo, conforme recomendado pelos especialistas.
Apesar disso, vale destacar que queijos também são fontes significativas de proteínas e cálcio, essenciais para a saúde óssea.
Apesar disso, vale destacar que queijos também são fontes significativas de proteínas e cálcio, essenciais para a saúde óssea.
O parmesão ralado, por exemplo, contém 992mg desse mineral em uma porção de 100g – a dose diária recomendada para adultos é de 1000mg por dia.
O parmesão ralado, por exemplo, contém 992mg desse mineral em uma porção de 100g – a dose diária recomendada para adultos é de 1000mg por dia.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.