Entretenimento Adolescentes excluídos se dedicam ao rock pesado no filme "Metal Lords"

Adolescentes excluídos se dedicam ao rock pesado no filme "Metal Lords"

FILME-METALLORDS:Adolescentes excluídos se dedicam ao rock pesado no filme "Metal Lords"

Reuters - Entretenimento

Por Marie-Louise Gumuchian

LONDRES (Reuters) - Dois excluídos tentam formar uma banda de heavy metal em sua escola no novo filme da Netflix "Metal Lords", uma comédia inspirada nas experiências musicais adolescentes do escritor D.B. Weiss.

O ator Jaeden Martell, de "Entre Facas e Segredos", interpreta o estudante Kevin, que quer agradar seu melhor amigo Hunter, um fã de metal determinado a vencer o concurso Batalha das Bandas com seu grupo Skullf*cker.

Com Kevin na bateria e Hunter na guitarra, a busca deles por um baixista na escola, onde o pop é mais popular que o metal, se mostra infrutífera até que Kevin ouve a violoncelista Emily, interpretada por Isis Hainsworth.

"Fazer este filme definitivamente me deu um novo gosto pelo metal", disse Martell à Reuters.

"Quando é um gênero estranho para você, soa como pessoas quebrando címbalos e gritando. Mas realmente, há muita arte... é quase como matemática, é realmente especial e você tem que ser muito talentoso para tocá-lo."

O ator e guitarrista de jazz Adrian Greensmith, que interpreta Hunter, disse que assistiu "School of Rock" como parte de sua preparação enquanto Hainsworth observou a violoncelista Tina Guo.

"Tenho um respeito maluco pelo metal e pelas pessoas que tocam metal", disse Hainsworth.

Além de focar no gênero, o filme, que será lançado na sexta-feira, também aborda as dores do crescimento e a saúde mental.

"De uma forma muito oblíqua, há experiências que tive no ensino médio tocando música... que você acumula ao longo dos anos", disse Weiss, cocriador da série de sucesso "Game of Thrones".

Últimas