Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

A bordo do trem do samba, Mangueira viaja rumo a Cuiabá

Cartola, Carlos Cachaça e Jamelão conduzem a viagem para a capital matogrossense

Carnaval 2013|Carlyle Jr., do R7, no Rio

Mangueira mostra belezas naturais de Cuiabá
Mangueira mostra belezas naturais de Cuiabá Mangueira mostra belezas naturais de Cuiabá

O trem do samba partirá da Estação Primeira de Mangueira rumo a Cuiabá nesta segunda-feira de Carnaval (11). Baluartes da verde e rosa, Cartola, Carlos Cachaça e Jamelão conduzem a viagem para a capital do Mato Grosso no enredo Cuiabá: Um Paraíso no Centro da América!

Segunda agremiação a pisar na Sapucaí nesta noite, a Mangueira vai realizar um antigo sonho dos moradores da cidade, que esperam há 150 anos pela construção de uma linha férrea. Para tirar o projeto do papel, o carnavalesco Cid Carvalho resolveu dividir o percurso em sete estações. As paradas vão desvendar mistérios e curiosidades de Cuiabá.

— O povo de Cuiabá espera a chegada desse trem há 150 anos. Eles sonham em ouvir esse apito há várias gerações. A Mangueira é a estação primeira, por isso, vamos realizar esse sonho. Vamos mostrar a experiência em sustentabilidade e as riquezas naturais de Cuiabá, como o Portal da Amazônia e a Chapada dos Guimarães. Vamos mostrar que não é por um acaso que ela é chamada de cidade verde.

O verde ganhará a companhia do rosa nas sete alegorias e 49 alas que a escola levará para Avenida. Os 4.000 componentes ajudarão a Mangueira a contar a história da capital matogrossense, que começa com a exploração do ouro e o encontro de índios, brancos e negros.

Publicidade

Depois de passar pelas estações do folclore, comidas típicas e natureza, o trem verde e rosa termina a viagem na Cuiabá preparada para a Copa do Mundo de 2014. Os cuiabanos enfrentarão os craques da Mangueira em uma partida de futebol, onde tatu é a bola, a cigarra é o juiz, e o tamanduá é a bandeira.

Com 500 ritmistas, a bateria verde e rosa, que surpreendeu com uma "paradona" de três minutos no ano passado, será dividida em duas. Outra novidade da Surdo Um é a volta da modelo Gracyanne Barbosa ao posto de rainha.

Publicidade

— Todas as escolas que eu desfilei foram maravilhosas, ficaram guardadas no meu coração. Mas eu sou mangueirense, né. Eu não tenho como agradecer a recepção de todo mundo, a recepção da bateria, da comunidade. Foi um presente o convite para retornar à Estação Primeira de Mangueira.

Jejum de vitórias

Publicidade

Nos últimos três Carnavais a Mangueira empolgou o público na Sapucaí, mas deixou a Avenida apreensiva quanto à abertura dos envelopes com as notas do quesito alegorias e adereços. A escola perdeu pontos preciosos por apresentar carros com problemas de acabamento e, assim, deu adeus aos títulos.

O jejum de troféus já se arrasta desde 2002, quando saiu vitoriosa com um enredo sobre o Nordeste. O presidente Ivo Meirelles culpa os critérios de apuração.

— Vocês viram o carnaval da Mangueira no ano passado. Viram 2011, viram 2010. Não é só quesito alegoria que ganha o Carnaval. Então as pessoas precisam parar de inventar o quesito linda. Ah, essa escola está linda. Não, essa escola tem samba enredo, essa escola tem harmonia, tem bateria, tem comissão de frente, tem mestre sala e porta bandeira. Não pode ser só o quesito alegoria o determinante pra ganhar o Carnaval.

Conheça o samba-enredo da Mangueira:

Dai-me inspiração, oh Pai!

Pois em meus versos quero declamar

A capital da natureza, eternizar

Embarque na Estaçäo Primeira

O mestre a nos guiar

Bambas imortais, o eldorado dos antigos carnavais

Num relicário de beleza sem igual

Fonte de riqueza natural

Cidade formosa… verde… rosa

Teu nome reluz, Vila Real do Bom Jesus

O apito a tocar preste atenção!

Mistérios e lendas de assombração

Segui com coragem, mostrei meu valor

Eu sou Mangueira a todo vapor

Em cada lugar, um "causo" que o povo contou

Em cada olhar, na arte um poema brilhou

Um doce sabor, tempero pro meu paladar

Procure seu par a festança vai começar

Na benção de São Benedito eu vou

Dançar com o meu amor, o sonho enfím chegou

Ao paraíso, emoldurado em cintilante céu azul

Bendita sejas terra amada!

Do coração da América do Sul

É hora de darmos as mãos

Agora, seguir na missão

Sustentar a mesma direção

Mangueira… o trem da emoção

Viaja na imaginação

Meu samba é madeira, é jequitibá

É poesia dedicada a Cuiabá

Leia também

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.