Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

Salgueiro desvenda o mundo da fama e se destaca pela riqueza

Escola apostou no luxo para mostrar o mundo das celebridades

Carnaval 2013|Thiago Calil, do R7


Rainha de bateria do Salgueiro, Viviane Araújo se destacou na avenida
Rainha de bateria do Salgueiro, Viviane Araújo se destacou na avenida Fernando Souza/Ag. O Dia

Com enredo sobre a fama, o Salgueiro foi a segunda escola a desfilar na primeira noite do Grupo Especial carioca. Com alegorias luxuosíssimas e uma samba contagiante, a agremiação levantou a Marquês de Sapucaí, que se empolgou com o requinte da escola.

Os carros tecnológicos, cheios de efeito de iluminação, uma das marcas do carnavalesco Renato Lage, marcaram presença no desfile. Apesar do patrocínio de uma revista de celebridade, o enredo não perdeu seu lado crítico, mostrando as pessoas que fazem de tudo pela fama.

A comissão de frente acertou ao mostrar o trabalho dos fotógrafos de celebridades. Uma grande limusine trouxe nada menos que Chacrinha, além Marilyn Monroe e Amy Winehouse, que brigavam pela fama. Seguranças tentavam impedir os paparazzi de perturbar seus clientes.

Inspirado pelo mundo da fama, Salgueiro brilha na avenida e esbanja luxo

Publicidade

Veja fotos do desfile

Musa do Salgueiro, Valesca Popozuda diz que o Photoshop é o "melhor amigo da mulher"

Publicidade

Salgueiro desvenda o universo da fama na Marquês de Sapucaí

Rainha do Salgueiro, Viviane Araujo sonha em desfilar grávida na Sapucaí

Viviane Araujo, como sempre, deu show como rainha de bateria da Furiosa. A escola não se esqueceu do lado ruim da fama, como a falsidade e o excesso de sinceridade. Outro lado crítico do enredo foi a busca pela beleza a qualquer preço. O Photoshop, programa responsável pelos retoques nas capas de revista, virou o PhotoShopping, onde era possível comprar boca, nariz e olhos.

Uma emocionante homenagem à própria escola no último setor foi um dos destaques do desfile. Uma das alas imitou com perfeição a bateria furiosa, dando a impressão que a escola tinha dois grupos de ritmistas. O Salgueiro não veio para brincadeiras.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.