Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

Furdunço anima Carnaval de Salvador nesta sexta-feira (13)

Prefeito ACM Neto informou que está presente na folia

Carnaval 2015|Do R7

Furdunço tem espaço para todos os gostos
Furdunço tem espaço para todos os gostos Furdunço tem espaço para todos os gostos

O Carnaval pipoca de Salvador será animado nesta sexta-feira (13), a partir das 14h, no Circuito Osmar (Campo Grande), pelas 27 atrações que compõem o Furdunço, movimento que reforça a maior participação popular na folia. Os mini trios e bandas acústicas voltam ao ponto onde tudo começou para dar início ao segundo dia da maior festa de rua do planeta. O prefeito ACM Neto informou que estará presente na folia.

O Furdunço tem espaço para todos os gostos, desde os bonecões mamulengos e a Companhia de Dança e Folguedos, passando pelo reggae engajado do Adão Negro e chegando ao som frenético das guitarras baianas da Baiana System. Quem curte o autêntico samba da Bahia poderá ainda aproveitar a passagem dos meninos do Batifun e a cantora Ju Moraes.

Leia mais notícias no R7 BA

O cantor Ricardo Chaves, integrante do Movimento Musical Alavontê, acredita que o Furdunço é um novo horizonte para o Carnaval de Salvador, consolidando o espaço popular e a valorização da espontaneidade. “O Carnaval é a festa mais democrática que existe. O que aconteceu nos últimos anos foi um abandono do folião, e o Furdunço veio para inverter essa corrente”, conta.

Publicidade

Para a sambista baiana Ju Moraes, que este ano puxa o trio de Samba no movimento, o Furdunço representa uma grande renovação no Carnaval baiano.

— Ele traz de volta o significado maior do nosso Carnaval, que é a democracia, abraçar todos os estilos e públicos. Fico feliz de representar o samba em Salvador, que é pai do nosso axé.

Destaque - O destaque deste ano será a passagem de Armandinho e a Fobica, que foi completamente reformada pela prefeitura. O primeiro trio elétrico, criado pelos amigos Dodô e Osmar de forma despretensiosa, é um monumento ao Carnaval espontâneo. Nele, os filhos de Osmar, sob o comando do guitarrista Armandinho, prometem fazer o folião lembrar da história do trio elétrico e dos antigos carnavais. Tem também a autenticidade do Paroano Sai Mió, composto por músicos que fazem o som acústico no asfalto, mesmo estilo da Orquestra de Pandeiros, que promete dar uma cadência especial ao cortejo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.