Galo Gigante recebe ajustes finais; previsão é de ser erguido na quinta-feira

Segundo artista plástico Leopoldo Nóbrega, previsão para estrutura ficar em pé foi antecipada para as 17h desta quinta (20)

Segundo artista plástico Leopoldo Nóbrega, previsão para estrutura ficar em pé foi antecipada para as 17h desta quinta (20)

Segundo artista plástico Leopoldo Nóbrega, previsão para estrutura ficar em pé foi antecipada para as 17h desta quinta (20)

Folha de Pernambuco

Quem vê o Galo Gigante, na noite desta quarta-feira (19), teve a impressão de que ele já estava pronto. A maioria das pessoas que passaram pela Ponte Duarte Coelho, inclusive, aprovou o resultado. Porém, muitos não sabem que, apesar de a parte externa estar praticamente concluída, internamente alguns ajustes ainda precisam ser feitos.

De acordo com o artista plástico responsável pelo projeto, Leopoldo Nóbrega, a parte elétrica ainda precisa ser finalizada, além de alguns detalhes externos reparados. Nóbrega disse também que a previsão para ele ficar em pé e reinar soberano foi antecipada para as 17h desta quinta-feira (20). O prazo inicial era às 6h da sexta (21).

"A gente que é meticuloso gosta do detalhe, e isso faz toda a diferença no resultado final. Tem gente até dentro do galo cabeando os LEDs", falou enquanto alguns transeuntes o parabenizavam pelo beleza do Galo gigante. O artista plástico explicou que a parte elétrica será responsável por manter as placas de LED conectadas com conteúdos que estão sendo exclusivamente para este projeto. "Vai ter imagens dos anos 1980, obras de artistas", disse Leopoldo que também é designer e cenógrafo. Espalhadas ao longo dos 28 metros de altura do Galo gigante, os telões exibirão imagens que poderão ser vistas durante o dia e, sobretudo, à noite.

Leia também:
Com 30 trios, desfile do Galo terá pegada ecológica; confira as atrações
Ônibus mudam de itinerário devido à interdição de ponte para o Galo gigante


A funcionária pública Cleide Pereira, 64 anos, contou que achou a alegoria bonita. "Está bastante colorido como o Carnaval. As cores fazem referência ao circo, às bandeiras de Pernambuco e do Brasil. Ele foi muito bem pensado e ainda reaproveitaram materiais recicláveis. Para mim é um dos mais bonitos dos últimos anos", falou. O estoquista Ubirajara Tenório de França, 31, também aprovou o que viu. Após sair do trabalho, no Centro do Recife, ele aproveitou para observar como estava ficando um dos símbolos da folia do nosso Estado. "Está mais bonito do que o do ano passado. As cores estão fazendo toda a diferença", avaliou.

A montagem da alegoria, que neste ano tem como tema “Galo circense de olho no futuro”, começou na noite de anteontem. Como em 2019, a escultura aposta novamente no conceito de sustentabilidade com o uso de materiais reutilizados na confecção. Leopoldo Nóbrega afirma que para compor a escultura buscou referências do circo a partir de elementos estéticos de personagens que fazem parte do universo mágico. A gola que faz parte da indumentária do calunga é uma referência dos séculos 16 e 17. As cores escolhidas remetem à explosão de energia da infância. Já a crista apresentará um degradê, representando as cores do arco-íris.

Interdição
Devido a montagem do Galo gigante, desde a noite de terça-feira (18), foram feitas interdições nos cruzamentos da avenida Conde da Boa Vista com a Rua da Aurora e da Rua do Sol com a ponte Duarte Coelho. As avenidas Dantas Barreto e Guararapes também sofreram bloqueios.

Na segunda etapa da montagem, que se inicia na sexta-feira (21), serão fechadas também as ruas que compõem a concentração do bloco. Trechos como a Rua do Sol, Rua Siqueira Campos, Avenida Guararapes, Rua Imperial e a Avenida Sul serão interditados. As interdições mudam temporariamente o itinerário de 100 linhas de ônibus convencionais, 42 linhas de bacurau (que circulam pela madrugada) e 11 BRTs.