Cartão de Visita Enaltecendo os povos originários, Ricos de Amor 2 traz em sua trilha sonora duas parcerias com o DJ

Enaltecendo os povos originários, Ricos de Amor 2 traz em sua trilha sonora duas parcerias com o DJ

A faixa “Meu Amor”, que embala o romance entre Paula e Teto, é fruto de um trabalho entre o astro e o cantor Ixã, já “Nainanane nainanane...

A faixa “Meu Amor”, que embala o romance entre Paula e Teto, é fruto de um trabalho entre o astro e o cantor Ixã, já “Nainanane nainanane  - a vibração da floresta”, interpretada pelo líder espiritual Mapu Huni Kuin consagrada o álbum “Futuro Ancestral”, que será divulgado em breve pelo DJ

Na imagem, o DJ Alok com o cantor Ixã, no ano passado, quando divulgaram o single “Meu Amor” Créditos: Ernando Prado - @juniureal

“Ricos de Amor 2” chegou na Netflix no último dia 02 e já vem sendo muito elogiado pelo público, abordando temáticas de suma importância, como a sabedoria dos povos indígenas com as medicinas da floresta e também, as práticas ilegais que estão deteriorando o meio ambiente.

Visando conscientizar os telespectadores sobre os assuntos, os povos originários se fazem presente no elenco e dão protagonismo a obra, enriquecendo ainda mais a trama e o conturbado romance entre a médica Paula (Giovanna Lancelotti) e o herdeiro Teto (Danilo Mesquita).

Diante do destaque para os povos originários, é claro que a trilha sonora precisaria dar “match” com o contexto e, desta vez, duas das músicas escolhidas para emocionar os fãs do romance são de Alok, ambas ligadas diretamente com a causa abordada. “Meu Amor”, do cantor Ixã com o DJ, se faz presente logo nas primeiras cenas e envolve todos que torcem pelo casal Paula e Teto. Já “Nainanane nainanane  - a vibração da floresta”, trata-se de um canto da floresta e é interpretada pelo líder espiritual Mapu Huni Kuin, que com sua voz carregada de simbologia teletransporta a audiência para a ancestralidade, herança está que dá nome ao novo projeto do DJ Alok, intitulado “Futuro Ancestral”, da qual “Nainanane nainanane  - a vibração da floresta” faz parte, porém, a obra ainda não foi divulgada oficialmente.

“Meu Amor”, inclusive, nasceu no desenvolvimento deste álbum que possui justamente o objetivo de enaltecer os cantos da floresta.  No entanto, se deu de uma ocasião inesperada após o DJ Alok se encantar com o  talento do jovem Ixã, enteado de Mapu Huni Kuin, que gravou neste mesmo encontro o  projeto “Futuro Ancestral”, que será lançado em breve trazendo “Nainanane nainanane  - a vibração da floresta”.

Sendo assim, “Meu Amor” não integra este projeto do DJ e foi lançada paralelamente no ano passado. Atualmente, a canção já conta com mais de 2 milhões de views nas plataformas digitais e se consagrou nas rádios de todo o país.

O cantor e compositor Ixã, que escreve desde seus 9 anos, comenta o que sentiu ao descobrir que o single faria parte da trilha de “Ricos de Amor 2”: “Fiquei muito feliz pois eu já sou fã da narrativa e agora, com a nossa música na trilha, ficou ainda mais especial de acompanhar o desfecho da história. Agradeço ao Alok pela oportunidade, é incrível ver que nossa música se tornou uma espécie de declaração de amor”.

Já Mapu Huni Kuin diz que ficou surpreso, pois a música “Nainanane nainanane  - a vibração da floresta” ainda não está disponível nas plataformas e mesmo assim, já ganhou espaço em um filme consagrado e que compartilha de sua verdade. “Ter uma música em um filme já é um marco na nossa carreira, agora, um filme brasileiro e que valoriza os nossos povos originários, é de encher o peito de orgulho. Estou muito feliz e honrado”.

Na imagem acima, o DJ Alok com o líder espiritual, cantor e ator Mapu Huni Kuin, durante a gravação do projeto “Futuro Ancestral”

Últimas