Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Fábricas de Cultura recebem exposições que abordam visibilidade trans e empoderamento feminino

Em março, o artista trans Kaio Ka exibirá 15 obras na Fábrica de Cultura Brasilândia, enquanto Ordalina Candido apresenta uma diversidade...

Cartão de Visita|

Em março, o artista trans Kaio Ka exibirá 15 obras na Fábrica de Cultura Brasilândia, enquanto Ordalina Candido apresenta uma diversidade de cores, traços e histórias na Fábrica de Cultura Diadema

Cartão de Visita - Entretenimento
Cartão de Visita - Entretenimento Cartão de Visita - Entretenimento (Cartão de Visita - Entretenimento)

As Fábricas de Cultura - programa da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo e gerenciada pela Poiesis - recebem exposições diversas e que valorizam a r(e)xistência de grupos sociais marginalizados, durante o mês de março. A entrada é livre e gratuita. Confira a agenda:

O artista plástico Kaio Ka leva para a Fábrica de Cultura Brasilândia obras autorais que refletem sobre questões da própria trajetória como artista periférico e homem trans. A abertura da exposição “Retalhos Ancestrais: daquilo que fui e que agora eu sou” será no dia 5 de março, terça-feira, às 9h, e contará com uma roda de conversa com o artista sobre a descoberta como homem trans por meio da arte e as dificuldades encontradas no espaço artístico, composto majoritariamente por homens cis. No total, serão 15 obras, sendo 14 telas em A4 mostrando a evolução ancestral (os retalhos) da tela principal.

A exposição, que celebra o Dia Internacional da Visibilidade Trans (31/03), fica em cartaz até o dia 12/03, terça. A visitação pode ser feita das 9h às 19h. 

Publicidade

E quem estiver pelo Grande ABC não pode deixar de visitar a Fábrica de Cultura Diadema a partir do dia 7 de março, às 15h. A data marca a abertura da exposição “Empoderamento em Cores”, da artista plástica, arte-educadora e empreendedora social Ordalina Candido, que vem transformando a cena cultural de Diadema ao trabalhar a arte com ações de impacto social.

Nesta exposição, o público poderá mergulhar na diversidade de cores, traços e histórias que caracterizam a produção artística de Ordalina. A artista mantém seu ateliê aberto no Jardim Inamar, periferia de Diadema e onde mora, como uma forma de fortalecer a relação afetiva com a comunidade. Ela vem criando quadros utilizando como suporte, principalmente, tábuas de madeiras. 

Publicidade

A temática central de suas obras são os quilombos urbanos, como ela caracteriza, as histórias de comunidades e pessoas, marcadas assim como as tábuas. Entre as figuras imortalizadas por suas mãos está a Anastácia Livre. A artista já expôs em diversos países da Europa e Oceania. A exposição fica em cartaz até 17 de abril e pode ser visitada na sala multiuso de terça a sábado, das 9h às 17h.

Para celebrar o Mês das Mulheres a equipe de biblioteca da Fábrica de Cultura Osasco realiza a exposição “O mundo é das garotas”. Do dia 5, terça, ao dia 8, sexta, o público poderá aprender brincando com essa exposição inspirada no livro Capitolina. Por meio de jogos, vídeos e atividades interativas, como a elaboração de uma poção contra o patriarcado, os visitantes saberão mais sobre temas relacionados ao universo feminino, como sororidade, corpos reais e autocuidado. As atividades interativas acontecem das 14h30 às 15h30.

Publicidade

Para mais informações, acesse o site das Fábricas de Cultura

SERVIÇO

Gratuito | Livre

Artes Visuais

EXPOSIÇÃO: RETALHOS ANCESTRAIS, DAQUILO QUE FUI E QUE AGORA EU SOU

De 5 a 12/3, terça a sábado, das 9h às 19h | Livre

Local: Fábrica de Cultura Brasilândia | Av. General Penha Brasil, 2508

Cultura Geral

EXPOSIÇÃO: “O MUNDO É DAS GAROTAS: ESPECIAL SEMANA DAS MANAS”

Coordenação: Biblioteca Fábricas

De 5/3 a 8/3, terça a sexta, das 14h30 às 15h30 | maiores de 14 anos

Local: Fábrica de Cultura Osasco | Rua Santa Rita, s/n, Jardim Rochdale - Osasco/SP

Pintura

EXPOSIÇÃO: "EMPODERAMENTO EM CORES COM ORDALINA CANDIDO"

De 7/3 a 17/4, terça a sexta, das 9h às 19h | Sábado(s), das 9h às 17h | Livre

Abertura 7/3 às 15h

Local: Fábrica de Cultura Diadema | Rua Vereador Gustavo Sonnewend Netto, 135, Centro - Diadema/SP

Funcionamento das unidades: De terça a sexta, das 9h às 19h

Unidades Iguape e Vila Nova Cachoeirinha, das 9h às 21h. 

Unidade Jaçanã, das 9h às 20h30

Unidade Osasco, das 9h às 21h (terças, quintas e sextas) e das 9h às 19h (quartas)

Sábados, das 9h às 17h

Domingos, das 12h às 17h

*Unidades Iguape e Diadema funcionam das 12h às 17h aos sábados e não abrem aos domingos.

Funcionamento das bibliotecas: de terça a sexta, das 9h às 19h. 

Sábados: das 12h às 17h, com exceção de Capão Redondo (das 9h às 14h). 

Da unidade Iguape, sábados e feriados funciona das 9h às 17h

*Para conferir o horário exato de sua unidade, favor entrar em contato por telefone com a recepção.

Acessibilidade: as Fábricas de Cultura Vila Nova Cachoeirinha, Brasilândia, Jaçanã, Capão Redondo, Jardim São Luís, e Diadema, oferecem rampa de acesso para pessoas com mobilidade reduzida, elevador, sanitários acessíveis, piso tátil, equipamentos que permitem a leitura para pessoas com deficiência visual e motora, impressoras braille, leitor de audiobooks e acervo com mais de 191 exemplares em braille (livros e audiobooks), além de dicionário em Libras. A Fábrica de Cultura Osasco tem rampa de acesso, elevador e os recursos de acessibilidade na Bibliotech, enquanto a Fábrica de Cultura Iguape tem piso tátil nas escadas e elevador.

SOBRE O PROGRAMA FÁBRICAS DE CULTURA

As Fábricas de Cultura da zona norte e sul de São Paulo, Diadema, Osasco e Iguape - Programa da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, e gerenciado pela Poiesis - são espaços de acesso gratuito que promovem diversas atividades artísticas e formativas. Criadas com o objetivo de ampliar o conhecimento cultural por meio da interação com as comunidades periféricas, as Fábricas oferecem uma programação diversificada.

SOBRE A POIESIS

A Poiesis é uma Organização Social de Cultura que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.