Famosos e TV Atriz de 'Game of Thrones' processa Marilyn Manson por estupro

Atriz de 'Game of Thrones' processa Marilyn Manson por estupro

De acordo com ação, Esmé Bianco teria sido convidada duas vezes a Los Angeles, nos EUA, pelo músico, com promessa de trabalho 

Em fevereiro, a Polícia de Los Angeles confirmou que estava investigando denúncias

Em fevereiro, a Polícia de Los Angeles confirmou que estava investigando denúncias

Angela Weiss/AFP; Suzanne Cordeiro/AFP

A atriz de Game of Thrones Esmé Bianco iniciou um processo contra o roqueiro gótico norte-americano Marilyn Manson nesta sexta-feira (30), com acusações explícitas de estupro, abuso sexual e violência. 

De acordo com os documentos apresentados a um tribunal da Califórnia, Bianco foi convidada duas vezes a Los Angeles por Manson —cujo o nome de registro é Brian Warner— com a promessa de trabalho remunerado, apenas para ser submetida a atos de violência sexual, incluindo ser cortada, chicoteada e eletrocutada sem seu consentimento. 

"O sr. Warner estuprou a sra. Bianco por volta de maio de 2011", alega o processo. "O sr. Warner cometeu atos sexuais com a sra. Bianco quando ela estava inconsciente ou de outra forma incapaz de consentir" e "também cometeu agressão sexual contra a sra. Bianco em várias ocasiões", diz o documento. 

Manson e o ex-empresário Tony Ciulla —acusado de ser "cúmplice" e se beneficiar financeiramente— não responderam imediatamente ao pedido da AFP para comentar o assunto. 

O advogado de Manson, Howard King, disse ao site de celebridades TMZ que as acusações de Bianco são "comprovadamente falsas" e prometeu "contestar vigorosamente essas alegações no tribunal". 

Em fevereiro, a polícia de Los Angeles confirmou que estava investigando denúncias de violência doméstica contra o cantor entre 2009 e 2011. 

As datas e o local da investigação coincidem com as acusações de Bianco. 

A estrela de Westworld, Evan Rachel Wood, também acusou Manson de anos de abuso, começando quando ela era adolescente - alegações que Manson chamou de "horríveis distorções da realidade" em uma postagem do Instagram. 

Bianco, que era fã de Manson quando adolescente, apareceu em 14 episódios da série "Game of Thrones" entre 2011 e 2013. 

De acordo com o processo de Bianco, ela visitou Manson pela primeira vez em Los Angeles em 2009 para o que ela entendeu ser a filmagem de um videoclipe. 

Ao longo de quatro dias, ela teria sido instruída a usar lingerie, ser privada de sono e de comida, além de receber drogas e álcool e ser "espancada fisicamente pelo sr. Warner", inclusive com um chicote que ele disse a ela "foi utilizado pelos nazistas". 

Mais tarde naquele ano, ele a visitou em Londres e eles começaram um relacionamento consensual, afirmam os jornais. 

Em 2011, a britânica de 38 anos se mudou para Los Angeles e foi informada que estrelaria um filme chamado "Phantasmagoria" com Manson antes de passar dois meses e meio "sofrendo abusos constantes" sob a ameaça de seu processo de visto ser prejudicado, alega o processo. 

Manson, que há muito cultiva uma imagem controversa com sua maquiagem fantasmagórica e nome artístico evocando o assassino em série Charles Manson, deixou de trabalhar com Ciulla, com a gravadora Loma Vista Recordings e a agência de Hollywood CAA desde que as acusações se tornaram públicas.

Últimas