Famosos e TV Brasil é o segundo país com maior número de crimes cibernéticos

Brasil é o segundo país com maior número de crimes cibernéticos

Especialistas do direito ressaltam as dificuldades para enfrentar este problema

Brasil é o segundo país com maior número de crimes cibernéticos

Spencer Toth Sydow, Tainá Falcão e Paulo Marco Ferreira Lima

Spencer Toth Sydow, Tainá Falcão e Paulo Marco Ferreira Lima

Divulgação

Os casos de atividade criminosa em que se utiliza um computador como instrumento de ataque cresce rapidamente no mundo todo. No Brasil, as denúncias de crime cibernético aumentaram mais de 100% em 2018, de acordo com a SaferNet. Para falar sobre esse problema, o Estúdio News desta quarta-feira (22) recebe o procurador de Justiça, Paulo Marco Ferreira Lima, e o presidente da comissão de direito digital da OAB-SP, Spencer Toth Sydow.

O avanço da tecnologia e a popularização da internet abriram espaço para diversas práticas ilegais no meio digital. Para o advogado especializado no assunto, um dos problemas está na lentidão dos países em se adaptar a essa nova realidade.

“A tecnologia é recente e as pessoas que julgam problemas relacionados com tecnologia são pessoas de mais idade, que não necessariamente gostam de tecnologia. Isso acontece no mundo inteiro e no Brasil acaba sendo agravado porque a legislação nessa área, que já é ruim, chegou muito tardiamente”.

As dificuldades de conhecer, acessar e regular as atividades criminosas nesse novo ambiente acaba gerando a sensação de impunidade. Segundo o procurador de Justiça, a fragilidade legislativa provoca o aumento da criminalidade.

“Se eu tenho certeza de que eu passarei impune, mais crimes eu vou cometer. A ideia é de que é mais fácil cometer um crime digital, com menos possibilidade de ser preso, do que traficar entorpecentes”.

A conversa contou com a participação também da gestora de comunicação digital no Núcleo de Estudos da Violência da USP, Daniela Osvald de Ramos, que ressaltou que a internet se tornou um ambiente para disseminação da violência.

“A internet foi criada como uma utopia de distribuição de conhecimento, de integrar facilmente a troca entre cientistas ao redor do mundo, mas o uso social que está sendo feito é desde de divulgação de crimes até essa questão de extorsão de múltiplas maneiras, do discurso do ódio, do bulliyng...”

A Record News é sintonizada pelos canais de TV fechada 55 Vivo TV, 78 Net, 32 Oi TV, 14 Claro, 19 Sky e 134 GVT, além do canal 42.1 em São Paulo e demais canais da TV aberta em todo o Brasil.