'Câmera Record' mostra perrengues que brasileiros passam no verão

Em denúncia exclusiva, o programa também vai revelar como é fácil alugar uma moto aquática sem documentação exigida

A imagem foi removida

Câmera Record deste domingo, dia 5, acompanha de perto o verão dos brasileiros e mostra os contratempos encontrados nesta época.

A Praia Grande, no litoral sul de São Paulo, tem 350 mil habitantes, mas espera receber mais 1 milhão de turistas nesse período. Por isso, tem fila em restaurante, fila na padaria para pegar o pãozinho quente, falta água em alguns bairros, mas tudo em clima de festa e alegria.

Os banhistas também têm que disputar espaço na areia e no mar. Em meio a essa multidão, com milhares de guarda-sóis iguais espalhados pela praia, fica difícil para qualquer um se localizar.

Imagine, então, para uma criança que escapa dos pais em um piscar de olhos. Por este motivo, é recomendada a identificação na hora de ir à praia.

"É importante ter a conscientização de usar a pulseirinha. Tem todos os dados da criança. Se ela se perder, fica bem mais fácil encontrar os pais", recomenda o guarda-vidas Rogério Lopes.

Pilotos de jet ski devem ter atenção redobrada, além de estarem devidamente habilitados. Numa denúncia exclusiva, os repórteres flagraram como é fácil alugar uma moto aquática sem documentação exigida. O que põe em risco a vida das pessoas.

"Se a fiscalização vier para cima da gente, quebra o nosso esquema. Mas eu vou dar um jeito de colocar você na água", garante um dos homens que oferecem o passeio ilegal ao repórter investigativo Henrique Beirangê.

E mais: a mistura perigosa de mar e álcool, umas das principais causas de afogamento. Quem passa da conta, pode pagar um preço caro. E as famílias que optaram em não viajar, por vários motivos, mas nem por isso deixam de aproveitar o verão.

O Câmera Record, apresentado por Marcos Hummel, vai ao ar domingo, às 23h15.