Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

Camila Cabello teve vergonha de falar sobre saúde mental por achar que seu 'cérebro estava quebrado'

Cantora descreveu como se sentia durante crises de ansiedade e disse que o preconceito contribuiu para sua insegurança

Famosos e TV|Do R7


Camila Cabello admitiu que sentiu vergonha de falar abertamente sobre problemas de saúde mental
Camila Cabello admitiu que sentiu vergonha de falar abertamente sobre problemas de saúde mental

Camila Cabello, de 25 anos, teve uma conversa sincera com Selena Gomez sobre os problemas de saúde mental que enfrentou e admitiu que já sentiu vergonha de falar sobre o assunto por pensar que seu "cérebro estava quebrado".

"Eu me senti muito ansiosa mesmo falando sobre essas coisas porque acho que antes de começar essa jornada eu estava quase com medo de ser descoberta, tipo 'isso é estranho, meu cérebro está quebrado, isso não é normal'", disse ela durante entrevista para a edição de maio da revista Wondermind.

A cantora ainda deu detalhes de como se sentia durante as crises de ansiedade. "Na hora, tudo parece vertiginoso e esmagador. É como se você estivesse nessa situação pensando: 'Apenas me ajude a sair'. Na minha opinião, é um loop, como coisas obsessivo-compulsivas", desabafou. 

"No meu corpo, sinto um aperto, quase como se não pudesse me mover, como se minhas mãos estivessem amarradas e tudo estivesse amarrado", acrescentou.

Publicidade

Ela ainda revelou que o preconceito social em relação às questões e aos cuidados relacionados à saúde mental contribuiu muito para a sua insegurança na hora de falar sobre o tema e a deixou frustrada.

"Sinto que [o estigma] existe ainda mais nas gerações mais velhas. Pessoas com a idade dos meus pais têm tanta vergonha de precisar de terapia ou sentir ansiedade. O estigma em torno de admitir que você precisa de ajuda é algo que me frustra porque às vezes as pessoas pensam: 'Não, eu não preciso disso, eu só preciso de tempo livre'", destacou a cantora.

"Só porque você está em terapia não significa que algo está mais errado com você do que com outras pessoas. Todos nós temos questões que podemos trabalhar, e isso não significa que você seja 'louco' ou doente", completou.

Leia também

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.