Cauã Reymond quebra silêncio sobre separação e livra Isis de acusações: "Não tem nada a ver com isso"

Ator, que estava sem aliança, compara o seu caso ao da Escola Base, de 1994

Cauã Reymond quebra silêncio sobre separação e livra Isis de acusações: "Não tem nada a ver com isso"

Cauã Reymond quebrou o silêncio e falou pela primeira vez com a imprensa sobre a separação de Grazi Massafera e o envolvimento com Isis Valverde durante as gravações da série Amores Roubados no Nordeste. Durante um evento em São Paulo, nesta quarta-feira (23), o ator pediu respeito aos profissionais da imprensa, falou sobre a preocupação com a filha de apenas um ano e fez questão de dizer que Isis não está envolvida na história.

— Eu imagino que vocês queiram saber e é um assunto muito delicado, porque a gente fica numa posição e já não sabe mais o que é público e o que é privado. Eu entendo que muita gente pensa que, por você ser famoso, tem que, de certa forma, abrir mão da sua vida pessoal, mas eu discordo. Acho que tem coisas que só interessam às pessoas que estão participando, principalmente quando vocês envolvem uma terceira pessoa que não tem nada a ver com isso. Eu fico triste de ver e quando tem uma criança envolvida, acaba sendo perigoso.

Cauã não deu nome aos bois, mas, provavelmente, estava se referindo à filha Sophia, de um ano, e à Isis Valverde, quando falou em "criança" e "terceira pessoa". Quando indagado diretamente sobre o relacionamento com Grazi, Cauã se esquivou e diz que não quer falar mais nada.

Cauã estava sem aliança

Cauã estava sem aliança

Caio Duran e Leo Franco/ AgNews

— Peço o respeito de vocês, imagino que vocês devem se lembrar do caso Escola Base, que falaram, falaram, falaram e deu no que deu. Vocês sabem que eu sempre admirei a imprensa, dou entrevistas, não fico de meias palavras, mas esse assunto é meu, é privado e eu não vou falar sobre isso.

Ao se comparar à Escola Base, o ator deu a entender que a imprensa estava errando ao fazer afirmações sobre sua separação de Grazi e seu suposto envolvimento com Isis Valverde. O caso da Escola de Educação Infantil Base, de 1994, ficou famoso como exemplo de como a mídia pode ser nociva ao afirmar algo sem provas. Na época, a imprensa deu voz às mães dos alunos que acusavam os funcionários de abusar sexualmente das crianças. Mais tarde, as acusações se mostraram infundadas, mas a reputação do local e dos envolvidos já estava comprometida.

Sobre a minissérie gravada com Isis Valverde
Diretamente, Cauã falou apenas sobre as gravações que fez com Isis Valverde no Nordeste. Na série Amores Roubados, que se passa em uma cidade fictícia que se chama Sertão, ele faz um "Dom Juan".

— Meu personagem é um entendedor de vinhos e é contratado por uma empresa à beira do rio São Francisco. Começo tendo um caso com a personagem da Dira Paes, depois me envolvo com a Patrícia [Pillar] e depois com a Isis [Valverde]. O Murilo Benício faz o marido da Patrícia e pai da Isis. A série está tendo um cuidado cinematográfico, até pelo tempo que a gente está tendo. É como se eu tivesse fazendo um outro tipo de cinema na TV.
 
As gravações seguem a todo vapor, Cauã tem filmado às terças e sábados com a mesma equipe d'O Canto da Sereia, séria protagonizada por Isis Valverde no começo de 2013.

— Em novela, você tem até seis diretores, e é muito bom para o ator ser dirigido só por uma pessoa, que viu sua última cena. É muito bom ter a mesma pessoa conduzindo o processo inteiro.

Após acabar Amores Roubados, Cauã já tem um novo projeto engatilhado, uma outra série chamada O Caçador.

— Em janeiro começo a filmar uma série chamada O Caçador, em que faço um policial caçador de recompensas. Já tem a Cleo Pires confirmada e eu vi na internet a Nanda Costa, mas não necesariamente dá para acreditar no que está na internet.

Enquanto Cauã estava no evento, Grazi está no Paraná, na companhia dos familiares da ex-BBB com Sophia, a filha do casal.