Famosos e TV 'Em 26 anos de carreira, nunca vivi isso', diz Adriana Araújo

'Em 26 anos de carreira, nunca vivi isso', diz Adriana Araújo

Na 2ª temporada do 'Repórter Record Investigação', jornalista flagrou a agonia de entrevistada por falta de atendimento médico

Resumindo a Notícia

  • Adriana Araújo comanda a 2ª temporada do 'Repórter Record Investigação'
  • Jornalista flagrou a agonia de uma moradora por falta de atendimento médico
  • 'Com autorização da família, fizemos o socorro para conseguir que ela entrasse num hospital'
  • Programa estreia nesta quinta-feira (7), às 22h30
Adriana Araújo e equipe acompanharam o drama de quem vive à beira da Estrada de Ferro de Carajás

Adriana Araújo e equipe acompanharam o drama de quem vive à beira da Estrada de Ferro de Carajás

Divulgação/Record TV

Sob o comando da jornalista e apresentadora Adriana Araújo, o Repórter Record Investigação volta à tela da Record TV nesta quinta-feira (7), às 22h30, para a segunda temporada. O programa mantém a marca do premiado jornalismo investigativo da emissora, com documentários inéditos, assuntos pesquisados e abordados com profundidade e exclusividade.

E na matéria de estreia, que investiga e denuncia o drama de quem vive à beira da Estrada de Ferro de Carajás, o teslespectador vai acompanhar uma situação nunca antes vivida pela apresentadora. Adriana Araújo e a equipe flagraram a agonia de uma moradora da região que desmaiou em frente às câmeras enquanto falava da falta de atendimento de saúde na cidade e o descaso das autoridades. 

"A gente tem todo o flagrante dessa mulher agonizando, tendo uma convulsão e só havia a nossa equipe de reportagem para socorrê-la. Então, com autorização da família, a gente fez o socorro para conseguir que ela entrasse num hospital. Chegamos num posto de saúde que não tinha médico, nem enfermeira. Percorremos, então, mais 15 quilômetros para chegar no hospital da cidade e ela acabou falecendo, porque o atendimento no hospital também foi muito precário", contou a jornalista sobre os bastidores da reportagem.

Intitulada Dossiê Carajás: Corrupção e Descaso, a matéria foi dividida em dois episódios e mostra ainda um esquema milionário de corrupção e desvio de recursos envolvendo vários municípios cortados pela ferrovia. "O ponto alto dessa reportagem foi vivenciar a situação que essas famílias enfrentam no dia a dia. Seria só mais uma morte silenciosa se a câmera do Repórter Record Investigação não estivesse ali", acrescentou a apresentadora. 

Ao R7, Adriana Araújo também comentou o sucesso da primeira temporada do programa. "Foi superbem recebida, nós tivemos vários documentários que repercutiram bem nas redes sociais, exatamente por esse compromiso com o aprofundamento a investigação e da apuração dos fatos", disse. 

"Nosso último programa, que abordava a violência no campo contra as mulheres, — porque ainda que não haja estatística oficial sobre esse problema, a gente sabe que é um assunto que merecia destaque e aprofundamento — ficou entre os vencedores do Prêmio de Direitos Humanos da América Latina. Isso é só um exemplo de como a primeira temporada teve uma excelente repercussão", comemorou. 

O Repórter Record Investigação, apresentado por Adriana Araújo, vai ao ar nesta quinta-feira (7), às 22h30.

Últimas