Ex-cunhado de Maraisa vai à Justiça e pede R$ 1,4 mi por empréstimo

Elias Fernandes teria emprestado dinheiro para cantora comprar fazenda; assessoria da artista nega ação e diz que ela já recorreu judicialmente

Maraisa recorre à decisão na Justiça

Maraisa recorre à decisão na Justiça

Divulgação

Ex-cunhado de Maraisa, Elias Fernandes, acionou a Justiça para pedir que a cantora pague R$ 1,4 milhão por um suposto empréstimo.

Raimundo, ex-namorado da artista, teria induzido ela a assinar várias promissórias em branco sob o argumento de que ambos iriam adquirir uma propriedade rural. A assessoria de imprensa da cantora confirmou a informação ao R7 nesta quinta-feira (9).

A defesa de Maraisa diz que Fernandes tem buscado jogar e dilvulgar informações sobre o embate, que são públicas, com "o único e exclusivo intuito de causar constrangimento á Maraisa". Afirma ainda que a atitude é "leviana e imoral". O processo judicial de nº 0714309-49.2019.8.07.0001, em trâmite perante a 1ª Vara de Execução de Brasília, foi protocolado no dia 30 de maio de 2019.

A assessoria jurídica da artista diz que a cantora "nunca comprou nada ou fez qualquer negócio ou empréstimo com o mesmo". Também conta que Raimundo teria passado ao irmão uma nota promissória de forma ilícita, com "o claro intuito de conseguir vantagem financeira em desfavor da mesma".

Maraisa ainda teria tido pouca instrução na época ao assinar as promissórias em branco. A defesa diz que a artista assinou sete documentos e devolveu seis depois da intervenção dos advogados dela. A única que não teria sido devolvida, foi supostamente preenchida à mão por Raimundo e garantia que a Gaia Agrobusiness pagaria a quantia.

Para a assessoria jurídica, Raimundo, com quem teria vivido um relacionamento abusivo e tóxico, e Elias tentam fazer com que "Maraisa efetue o pagamento de um débito inexistente, sem lastro, e sem justificativa."

A cantora já recorreu à ação e estuda processar ambos por danos morais depois de resolver a primeira parte do embate judicial. Ela não se pronunciou sobre o caso até o momento desta publicação.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Aurora Aguiar