Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Ex de Karina Bacchi desabafa em carta aberta sobre Enrico: 'Quatro meses que não vejo meu filho'

Amaury Nunes deu detalhes sobre a relação e explicou que não existe nenhum processo judicial que o impeça de ver a criança

Famosos e TV|Do R7

Na web, Amaury Nunes fez desabafo sobre o filho com Karina Bacchi
Na web, Amaury Nunes fez desabafo sobre o filho com Karina Bacchi Na web, Amaury Nunes fez desabafo sobre o filho com Karina Bacchi

Amaury Nunes usou as redes sociais para falar sobre a complicada relação com a ex-mulher, a atriz e apresentadora Karina Bacchi. 

O empresário divulgou uma carta aberta na qual detalha o início de seu relacionamento com Karina, todo o processo para se tornar pai de Enrico oficialmente e também fala do tempo longe do menino.

"17 de agosto de 2022, hoje completam 4 meses que eu não vejo o meu filho. Logo no início da nossa relação, uma das principais virtudes que eu vi na minha ex-mulher, era de ser uma boa mãe, aliás uma mãe incrível, dedicada, presente, batalhadora, corajosa... enfim, eu admirei bastante isso nela, e esse foi um dos principais motivos que me fizeram abraçar de coração aquela família, naquele momento tão especial, com um filhinho recém-nascido", começou Amaury em seu texto.

O ex de Karina Bacchi também falou de ter entrado na vida dela logo após o nascimento de Enrico e da mudança em sua rotina: "Nós nos conhecemos pessoalmente em Miami no dia 28/08/2017, vinte dias após o nascimento dele. Ali rápidamente eu senti que não só ela, mas principalmente ele, precisavam de mim. Eu acredito que Deus me colocou naquele pais, naquela cidade, naquele exato momento, para que eu pudesse estar ali para eles. E em pouco tempo, a gente decidiu que eu ia me mudar para São Paulo com eles, longe da minha família, longe do meu trabalho... Foi bem assim, num final de semana eu estava solteiro na praia em Miami jogando futevôlei com meus amigos, já no outro eu estava trocando fraldas e esquentando mamadeira de madrugada, fazendo o papel de marido e pai de filho recém-nascido, e me sentindo extremamente feliz". 

Publicidade

Segundo Amaury, ele e Karina dividiram tudo durante a criação de Enrico, por cinco anos: "A primeira palavra que ele aprendeu foi mamãe, a segunda foi papai. Nestes quase 5 anos, a gente sempre dividiu praticamente tudo, principalmente em relação do nosso filho, as contas, as responsabilidades, os compromissos, quando eu tinha que viajar a trabalho ela ficava com ele, quando ela precisava viajar, eu ficava com ele, e quando dava íamos os 3 juntos. Na semana de adaptação na escolinha, já com 2 aninhos, eu ia um dia, ela ia outro, um dia eu levava pro judô, outro ela levava pra natação... enquanto ela trabalhava, eu brincava com ele, enquanto eu trabalhava, ela brincava com ele.. qualquer consulta ao médico que ele tinha, nós íamos juntos, todas as refeições do dia nós sempre nos esforçávamos para fazer os 3 juntos, foi sempre assim desde os 20 dias de vida dele". 

Leia também

Crise na relação e divórcio

Publicidade

O empresário contou também que foi surpreendido por Karina com uma carta na qual ela dizia que eles dariam entrada no processo de paternidade oficialmente. 

"Em Dezembro de 2019, a gente estava gravando um reality da nossa família, que

Publicidade

passou na Rede TV e no YouTube, e no último episódio, reunimos família e amigos, e ELA

decidiu me fazer A GRANDE SURPRESA, de me conceder oficialmente a paternidade sócio

Publicidade

afetiva do nosso filho. Um trecho da carta escrita por ela dizia: 'Após a sua assinatura, daremos entrada no processo de paternidade, então seremos pai e filho para sempre, afinal no coração sempre foi assim não é mesmo? Desde que Deus desenhou nosso destino, com muito amor do seu filho e também de sua mamãe'. Portanto, nós iniciamos este processo de paternidade sócio afetiva SIM, inclusive ele poderia colocar o meu nome como pai na identidade dele, que atualmente não tem nenhum nome de pai", explicou Amaury.

A crise no relacionamento do casal teria começado pouco depois disso, culminando na separação, em 2021. "Porém ao longo deste processo enfrentamos alguns obstáculos como a pandemia, e uma crise em nosso relacionamento, onde chegamos a nos separar (entre Março e Abril de 2021). Inclusive isto também foi noticiado publicamente. Eu fui pro Rio de Janeiro ficar com a minha família. Depois de algumas semanas, eu voltei pra SP para pegar o restante das minhas malas, e assinar o divórcio que inclusive já estava pronto, mas quando cheguei, nós conversamos e decidimos tentar retomar a nossa relação. Naquele momento ELA estava com dois documentos para que eu assinasse, um era o divórcio (que nós decidimos não assinar por hora) e o outro era o DESISTÊNCIA do processo de paternidade do nosso filho". 

Amaury revelou que não existe processo judicial que o impeça de ver Enrico: "Ali pra mim foi um choque muito grande, eu me senti extremamente triste, mas em uma tentativa de manter a nossa família unida, e esperando que as coisas fossem melhorar ou "voltar ao normal" eu aceitei assinar aquele documento, até porque NUNCA achei que um simples papel poderia definir uma relação tão pura e tão bonita como a minha e do meu filho. Afinal como ELA mesmo disse 'no coração sempre foi assim, pai e filho'. E este foi o único processo que existiu até então, (processo de paternidade sócio afetiva) não há nenhum outro processo onde a justiça me proíba de ver o meu filho por nenhum motivo especifico. Durante este último ano de Abril de 2021 até Abril de 2022, eu acredito que, tanto eu, quanto a minha ex-mulher fizemos o nosso melhor para manter nossa família, para restaurar o amor, para entendermos tudo que estava acontecendo, todas as mudanças... tudo dentro das nossas limitações como seres humanos falhos que somos". 

O empresário explicou também que as diferenças entre ele e Karina passaram a ficar maiores: "Infelizmente não conseguimos, esbarramos nos nossos limites. Então decidimos nos divorciar, sem maiores brigas, sem maiores acusações, sem nenhum problema grave.. mas obviamente cada um com seu ponto de vista. Claro que ficamos tristes e chateados com as nossas diferenças principalmente de pensamentos, hábitos, atitudes, comportamento.. tudo praticamente estava divergindo, e estava muito diferente de quando nos conhecemos. Até em qual igreja iríamos, nós não conseguíamos mais concordar".

Amaury ainda questionou os motivos de Karina para impedir que ele possa ver o filho: "E agora há 4 meses que eu tento entender o porque desta atitude dela, de não me deixar mais, do menos conviver, ou conversar com nosso filho, e gostaria de deixar claro que a minha intenção NUNCA foi e nunca seria tira-lo dela, muito pelo contrário, como disse aqui, sempre a admirei como mãe, mas a minha intenção é que nosso filho possa crescer com uma mãe maravilhosa que ela é, e também com um pai que o ama muito, simplesmente porque ELE merece. Sigo aqui de braços e coração abertos para retomar o convívio com ele, sem brigas, sem rancor, só com amor, e tenho certeza que ele também. Filho te amo, sempre vou estar aqui pra você, sei que está com muitas saudades, eu também estou, espero que um dia breve possamos estar juntos de novo".

Na legenda da publicação, Amary acrescentou uma mensagem para Enrico e para outras pessoas que estejam na mesma situação: Filho eu te amo. A última foto é um dos muitos presentes que ela me deu durante estes anos, sempre me enaltecendo muito como “O melhor pai do mundo” , “paizão dele”, “filhão do Amaury". Eu desejo que todos os pais e mães que também estejam passando por isso, possam logo encontrar uma solução em paz e voltar conviver com seus filhos principalmente pelo bem deles".

Confira a publicação completa de Amaury Nunes abaixo.

" gallery_id="62f6c80dc012adf1d0000cca" url_iframe_gallery="entretenimento.r7.com/famosos-e-tv/ex-de-karina-bacchi-desabafa-em-carta-aberta-sobre-enrico-quatro-meses-que-nao-vejo-meu-filho-17082022"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.