Famosos lamentam morte de Tuca Almeida, ex-'The Voice Kids'

"Com muita tristeza recebemos essa notícia sobre esse acontecimento brutal com um menino de muito talento", escreveu Carlinhos Brown

Tuca Almeida com Carlinhos Brown em 2018

Tuca Almeida com Carlinhos Brown em 2018

Reprodução/Facebook

Carlinhos Brown lamentou no Instagram a morte de Arthur Almeida, também conhecido como Tuca Almeida e participante da primeira edição do The Voice Kids, da TV Globo, em 2018. O garoto de 15 anos foi assassinado a tiros nesta última quinta-feira (30), no bairro de Candeias, Jaboatão dos Guararapes. De acordo com informações da Polícia Civil, um grupo formado por seis homens encapuzados entrou em um estabelecimento comercial, efetuando disparos de arma de fogo.

Brown escreveu: "Com muita tristeza recebemos essa notícia sobre esse acontecimento brutal com um menino de muito talento que tinha tudo pela frente e a vida é interrompida por uma violência que insiste em nos cercar e a cada dia se aproxima mais dos nossos".

O músico encerrou prestando solidariedade à família de Tuca: "Temos que nos manifestar em busca de que a educação possa nos fortalecer nesse quesito. Porque não vejo outro caminho senão o conhecimento das pessoas. E o conhecimento nos leva a Deus e nos leva a compreender o valor da vida. Meus pêsames a família de Artur Almeida e que Deus o receba em glória. Vai fazer lindamente parte do coral dos anjos no céu".

Quem também se manifestou foi Felipe Neto,no Twitter. "Pernambuco está terrível, houve crescimento 14,2% em homicídios, no meio de um isolamento. Muita força para a família. Lembro cada segundo desse dia, era um menino especial", escreveu o youtuber.

O cantor Márcio Victor, da banda Psirico, disse: "Que triste! Meus sentimentos. Que Deus conforte o coração da família".

SOBRE O CASO

De acordo com informações da Polícia Civil, um grupo formado por seis homens encapuzados entrou em um estabelecimento comercial, efetuando disparos de arma de fogo. O grupo procurava, supostamente, pelo cunhado da vitima, que estava no local acompanhando o jovem e conseguiu fugir.

"Esse cunhado, pelas investigações iniciais, é um presidiário que se encontra no regime aberto por recente progressão de regime", informou a Polícia Civil em nota.

O caso seguirá sob responsabilidade da 12ª DPH, que tem o delegado Ícaro Schneider como titular. A PCPE só se pronunciará ao término da investigação, que não cessará até a devida elucidação e captura dos responsáveis.