Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

Filho de Cid Moreira afirma que não quer o dinheiro do pai

'Nosso interesse é que ele não acabe sem nada', disse Roger Moreira, que luta na Justiça para afastar madrasta do apresentador

Famosos e TV|Aurora Aguiar, do R7

Cid Moreira e Fátima Sampaio estão casados há pouco mais de 20 anos
Cid Moreira e Fátima Sampaio estão casados há pouco mais de 20 anos Cid Moreira e Fátima Sampaio estão casados há pouco mais de 20 anos

Roger Felipe Moreira, filho adotivo do apresentador e locutor Cid Moreira, conversou com o R7 a respeito da disputa judicial que envolve os herdeiros do comunicador de 93 anos e a mulher dele, Fátima Samapio Moreira. Nesta semana, Roger entrou com um processo na Justiça pedindo interdição do pai, alegando que ele apresenta sinais de demência e que a companheira estaria subtraindo bens do apresentador.

"Nós pedimos à Justiça para averiguar (o desvio de bens), é um pedido de investigação. Existem provas (de que Fátima estaria roubando o marido) que eu tenho. Imóveis que foram vendidos sem necessidade alguma e outros que foram comprados em seguida, no mesmo local, por exemplo. Eu tenho contrato também que por engano mandaram para o meu e-mail, onde eu vi que empresas que o Cid tinha antigamente, foram dados baixa e foi criado uma nova, onde essa nova empresa é 100% da Fátima", afirmou. 

Roger afirmou que o pai está sendo blindado pela madrasta
Roger afirmou que o pai está sendo blindado pela madrasta Roger afirmou que o pai está sendo blindado pela madrasta

Roger foi questionado a respeito de um recente vídeo em que o pai aparece à mesa conversando com a mulher durante um almoço. Na gravação, o comunicador parece disposto e diz estar no "comando" do que está acontecendo. 

"Pelo o que eu conheco do Cid nesses mais de 20 anos que eu convivo com ele, ele ali, naquele vídeo, não está tendo o teor da gravidade. Para mim, ele está sem entender nada. Ele não lembrava nem de quantos anos eles tinham de casado. Ele teve que perguntar para ela. Na realidade, ela é o ponto dele. Sem ela, acredito que ele não consegue nem falar", avaliou.

Publicidade
Ela só ainda não deixou ele porque ele ainda tem rendimentos da Globo

(Roger Moreira)

Roger também explicou qual é o objetivo dele e do irmão, Rodrigo Moreira, com o processo. "Nosso objetivo é proteger ele dessa delapidação do patrimônio que ela (Fátima) vem fazendo e que ele não percebe. Ela criou um tipo de blindagem. Ela afastou todas as pessoas da família e todos os amigos. Ela criou um novo círculo de pessoas justamente para fazer isso. Então, o nosso objetivo, é proteger ele para que ele não acabe em um asilo. Quando ela conseguir tudo, com certeza ela vai deixar ele. Ela só ainda não deixou ele porque ele ainda tem rendimentos da Globo e outros", afirmou.

O filho adotivo de Cid Moreira também respondeu se estaria interessando na herança do pai. "A gente não quer o dinheiro dele, a gente quer que os bens dele não sejam destruídos dessa maneira. Que ela pegue os bens dele e jogo tudo fora ou fique passando para outras pessoas. A gente não quer que o dinheiro dele venha para a gente. Isso é uma consequência, no futuro, após a morte dele, óbvio, que a gente vai ter direito à herança dele. A gente não quer nenhuma herança dele agora. A gente só não quer que ele seja roubado", afirmou.

A gente só não quer que ele seja roubado

(Roger Moreira)

Roger ainda foi questionado se sabe em quanto está avaliada a herança do pai. "Não. A gente está solicitando todas as certidões dos imóveis em nome dele, em nome dela e possíveis nomes de terceiros. Nós vamos ver tudo, no Brasil, no exterior, vamos ver todas as contas. Assim que tiver tudo isso, nós vamos ter uma noção e ver o que foi roubado dele", disse. "O bom é que ela não tenha feito nada errado, porque se ela não fez nada errado, e tiver tudo certinho, a gente está maluco e ela está certa, né?", falou. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.