Famosos e TV Filhos do cantor Edson falam sobre carreira musical e relação familiar

Filhos do cantor Edson falam sobre carreira musical e relação familiar

Ao R7, Yago, Vitória e Vitor afirmam que pretendem seguir no ramo artístico e relembram internação do pai, há 1 mês, por covid

Yago, Vitória e Vitor Cadorini relembram carreira musical e falam sobre o futuro

Yago, Vitória e Vitor Cadorini relembram carreira musical e falam sobre o futuro

Reprodução/Instagram

Sucesso entre os anos de 2008 e 2010, Vitor e Vitória, na época com 8 e 10 anos respectivamente, viam as vidas seguirem o mesmo rumo do pai Edson, dupla sertaneja de Hudson. Nos anos seguintes, os irmãos até tentaram continuar com a parceria, mas em 2018 decidiram romper e seguir novos caminhos separados. Ao R7, Vito e Vitória, ao lado do irmão mais velho, Yago, falaram sobre a separação e quais os planos para o futuro.

Vitor e Vitória formavam dupla de sucesso

Vitor e Vitória formavam dupla de sucesso

Divulgação

Em um bate-papo descontraído, Vitória, de 22 anos, admitiu que a decisão de romper com a dupla partiu dela. "A gente cantou junto até o final de 2018. Durante esse período, apesar de gostar muito, eu ainda não tinha certeza se queria seguir na música. Eu fiquei muito na dúvida se queria encarar essa carreira artística ou fazer como as minhas amigas que optaram pela faculdade", contou ela, que pediu um tempo ao irmão para pensar no que faria.

Enquanto a irmã era tomada pela indecisão, Vitor, de 19 anos, já sabia muito bem o que queria. "Eu sempre tive essa certeza de que deveria seguir na música. Eu nunca tive um sonho de fazer faculdade, até penso em fazer algum curso mais para frente, mas tem que ser ligado a música", disse ele.

Nesse período, o filho mais velho de Edson, Yago, de 24 anos, também trilhava carreira solo e os dois irmãos decidiram encarar os palcos como uma nova dupla: Vitor e Yago.

Os planos de criarem uma nova história corriam de vento e polpa, mas, assim como muitos artistas, os irmãos Cadorini sofreram com a chegada da pandemia do novo coronavírus e tiveram que parar com as apresentações musicais. "Estávamos conseguindo alcançar muita coisa que a gente não esperava para tão pouco tempo de dupla. Antes da pandemia, estávamos fazendo em média 15 a 17 shows por mês, mas desde abril do ano passado estamos parados", explicou Yago. Agora, a dupla tem se dedicado às composições e produções musicais para abastecer o repertório para quando puderem voltar a velha rotina de shows.

Já Vitória trilha carreira solo atualmente, mas disse que, devido à proximidade com os irmãos, os seguidores sempre a verão cantando na companhia dos dois. "Todas às vezes que a gente se encontra, sai música, nosso trabalho envolve isso", contou ela, revelando que em breve lançará um novo projeto musical ao lado da dupla.

Além disso, a cantora também tem se dedicado as redes sociais e disse que está se dividindo com o trabalho de influenciadora. "No período que a dupla acabou, eu ainda não tinha decidido seguir carreira solo e foquei muito no Instagram para ser blogueira mesmo. Comecei a fechar parcerias, ir às lojas para fazer divulgação. Agora, também venho postando vários vídeos relacionados à música, notei que está dando certo e o perfil vem crescendo bastante", comemorou Vitória, que atualmente conta com 28,2 mil seguidores na plataforma.

Medo de perder o pai para a covid

Recentemente, os filhos de Edson se viram ainda mais unidos após os 12 dias de internação do pai por complicações da covid-19. O sertanejo deixou o hospital há quase um mês, mas os jovens relembraram os momentos de tensão que a família passou. "Ficamos muito preocupados com a internação dele, não tinha como. Mas desde o início, a gente sempre soube da força do nosso pai. Eu tinha certeza que com as orações e o apoio dos fãs ele iria se recuperar", disse Yago.

Vitória ainda relembrou as notícias falsas falando sobre a morte do cantor. "A covid é uma caixinha de surpresa. Então foi bem difícil pra gente. Chegaram a publicar que ele tinha falecido e na hora a gente não conseguia falar com ninguém e foi muito horrível. Graças a Deus, a gente tinha a Andreia [mulher de Edson] que ficou o tempo inteiro ao lado dele e, quando conseguia, vinha falar com a gente."

Filhos de Edson

Filhos de Edson

Reprodução/Instagram

"O que mais deixou a gente sem chão foram as notícias. Por mais que a gente tivesse informação sobre ele todos os dias, elas não vinham toda hora. Então, víamos as notícias e ficávamos naquela preocupação. Mas, eu tinha certeza que ele ia se recuperar, inclusive foi uma alegria imensa ver ele cantando logo depois que recebeu alta", contou Vitor.

Relação com a madrasta

Por fim, os irmãos relembraram o início conturbado da relação com a madrasta, Andreia Cypri, mãe da irmã caçula, Bella, de 1 ano. "Na época, a gente ficou meio ressentido com a Andreia por ela ser a mulher que estava com meu pai, mas não foi só com ela, tiveram outras. Eu mesmo briguei, xinguei muitas outras namoradas do meu pai depois que ele separou da minha mãe, mas era mais birrinha de criança. Hoje, a gente se dá super bem", explicou Vitor.

Vitória contou que teve os mesmos sentimentos do irmão, mas que disse que já pediu perdão para Andreia por todos os problemas do passado e, hoje, tem uma boa relação com ela:"A Andreia é minha amiga". Yago engrossou o coro: "Eu só tenho a agradecer por tudo o que ela fez pelo meu pai e pela nossa irmã mais nova".

Últimas