Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

Herança de Gugu Liberato chega a R$ 1 bilhão; conheça o patrimônio deixado pelo apresentador

Gugu morreu em 2019, aos 60 anos, após sofrer um acidente doméstico em sua mansão nos EUA

Famosos e TV|Do R7

Apresentador deixou patrimônio de R$ 1 bilhão
Apresentador deixou patrimônio de R$ 1 bilhão Apresentador deixou patrimônio de R$ 1 bilhão

A herança bilionária do apresentador Gugu Liberato, que morreu em novembro de 2019, aos 60 anos, após um acidente doméstico nos Estados Unidos, foi discutida na 9ª Vara de Família e Sucessões do foro central de São Paulo nesta semana. As audiências começaram na segunda-feira (22) e foram adiadas nesta terça (23).

No processo, Rose Miriam di Matteo pleiteia o reconhecimento de união estável com o comunicador, com quem teve três filhos: as gêmeas Marina e Sofia, de 19 anos, e João Augusto, de 21. 

O valor total do patrimônio de Gugu Liberato pode chegar a R$ 1 bilhão. Além da carreira notória como apresentador de televisão, que lhe proporcionou um dos mais altos salários da TV brasileira, ele era empresário de sucesso. Era dono de diversos imóveis, como galpões, prédios comerciais, casas, flats e terrenos.

• Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

• Compartilhe esta notícia no Telegram

Qual é o patrimônio de Gugu

• a casa de Orlando, nos Estados Unidos, com cinco suítes, piscina e jardim amplo (avaliada em R$ 6,7 milhões)

Publicidade

• residência no Guarujá, no litoral paulista, com quatro suítes e seis banheiros (R$ 7 milhões)

• mansão em condomínio fechado nos arredores de São Paulo, com fachada inspirada na arquitetura da Casa Branca (R$ 15 milhões)

Publicidade

• complexo de estúdios de TV localizado em um terreno de 8.500 metros quadrados (R$ 60 milhões)

• aplicações em bancos do Brasil (R$ 190 milhões), entre outros itens

• participação em postos de gasolina, loja de conveniência, loteamento e aplicação em Bolsa.

O que diz o testamento

Uma hora e meia após o sepultamento de Gugu, em 2019, os familiares se reuniram para ler o testamento que o apresentador fez em 2011. No documento, ele não reconheceu Rose Miriam como companheira em união estável e nomeou a irmã, Aparecida Liberato, como responsável por cuidar de seu espólio (bens divididos entre os herdeiros).

Nele, o apresentador deixou 75% do patrimônio aos três filhos e os 25% restantes para os cinco sobrinhos; além de destinar uma pensão vitalícia para a mãe, dona Maria do Céu, de R$ 163 mil.

Rose contestou o testamento e entrou na Justiça para cobrar valores relativos à pensão que ela recebe do espólio de Gugu. Caso a Justiça reconheça a união estável, ela passará a ter direito ao espólio do comunicador — metade da herança. Os outros 50% serão transmitidos obrigatoriamente aos três filhos.

Como foram as audiências

O Estadão confirmou que durante a audiência, de cerca de três horas, na 9ª Vara de Família e Sucessões do foro central de São Paulo, na segunda-feira, João Augusto Liberato, o primogênito de Gugu e irmão de Sofia e Marina, preferiu não dar nenhuma declaração, mantendo-se em silêncio. Aparecida Liberato e André Liberato, irmã e sobrinho do apresentador, também decidiram não se manifestar. Já as gêmeas mostraram total apoio à mãe.

Rose e as filhas são representadas pelo advogado Nelson Wilians, que explicou que o processo corre em segredo de Justiça.

Discreto na vida pessoal, Gugu teve intimidade e polêmicas expostas após a morte

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.