Famosos e TV Influenciador lamenta ataques após caso de capivara Filó: 'Estou sem forças'

Influenciador lamenta ataques após caso de capivara Filó: 'Estou sem forças'

O tiktoker conseguiu a tutela provisória após a Justiça determinar que o Ibama devolvesse o animal a ele

  • Famosos e TV | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Influenciador Agenor Tupinambá recebe ataques após caso da capivara Filó.

  • 'Estão tentando de todas as formas me atacar e realmente já estou sem forças', lamentou.

  • Tiktoker recebeu da Justiça a tutela provisória do animal.

Capivara, Filó, Agenor Tupinambá

Capivara, Filó, Agenor Tupinambá

Reprodução/Instagram

O influenciador Agenor Tupinambá, que conseguiu a tutela provisória da capivara Filó, desabafou sobre os ataques que tem recebido nas redes sociais. Por meio do Stories do Instagram, o jovem contou que internautas estão usando até mesmo fatos que aconteceram antes de ele nascer para criticá-lo e explicou que tem se mantido longe das redes sociais por conta dessa grande quantidade de comentários negativos.

"Só queria paz. Isso já virou pessoal, estão tentando de todas as formas me atacar e realmente já estou sem forças. Estão pegando coisa do passado, de quando não era nem nascido, para usarem contra mim", desabafou.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp
• Compartilhe esta notícia no Telegram

"Não sei mais o que fazer, isso parece que já está virando pessoal. A minha vida está complicada. Tenho até medo de aparecer aqui, de falar. Qualquer coisa que eu fale estão usando contra mim. Estão pegando coisas de quando não era nem nascido, sou de 1999, estão pegando documentos da minha família que aconteceram lá no passado e querem usar hoje contra mim. Não tem cabimento", completou o tiktoker.

Agenor Tupinambá lamenta ataques que recebe nas redes sociais

Agenor Tupinambá lamenta ataques que recebe nas redes sociais

Reprodução/Instagram

Agenor é um jovem ribeirinho de Autazes, cidade a 111 km de distância de Manaus, no Amazonas. Ele ficou famoso nas redes sociais por mostrar o dia a dia dele e o contato com animais silvestres, como a capivara Filó, o que foi entendido pelo Ibama como maus-tratos e exploração animal.

O órgão público levou a capivara até um Cetas (Centro de Triagem de Animais Silvestres) e multou o influenciador em R$ 17 mil. Após grande mobilização pública, a Justiça determinou que Filó fosse devolvida a Agenor, por entender que o ribeirinho vive em harmonia com a natureza e que não mantém o animal preso em casa.

O influenciador segue com a tutela provisória de Filó e já levou o animal de volta para viver com ele em Autazes. Porém, ele continua proibido pela Justiça de produzir conteúdo para as redes sociais com animais silvestres, como a capivara.

Entenda o caso da capivara Filó que envolveu influenciador, deputada, Luisa Mell e Ibama

Últimas