Famosos e TV Justiça decreta retirada do ar de especial do Porta dos Fundos

Justiça decreta retirada do ar de especial do Porta dos Fundos

Decisão foi tomada pelo desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível do Rio de Janeiro; vídeo causou polêmica no lançamento

  • Famosos e TV | Do R7

Especial de Natal causou polêmica ao ser lançado

Especial de Natal causou polêmica ao ser lançado

Reprodução

A Justiça do Rio de Janeiro determinou que a Netflix e o Porta dos Funfos retirem do ar o especial de Natal do grupo humorísitico. A decisão, divulgada pelo colunista Ancelmo Gois e confirmada pelo R7, foi do desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível, e vai ao encontro a um pedido realizado pela Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura. 

Para o desembargador, "por todo o exposto, se me aparenta, portanto, mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, majoritariamente cristã, até que se julgue o mérito do Agravo, recorrer-se à cautela, para acalmar ânimos, pelo que concedo a liminar na forma requerida."

Apesar do decreto da Justiça, o vídeo ainda estava disponível na Netflix às 19h12.

O especial de Natal do Porta dos Fundos, Primeira Tentação de Cristo, faz uma sátira religiosa e tem como enredo o aniversário de 30 anos de Jesus Cristo. Divulgado em dezembro na plataforma de streaming, o episódio causou polêmica e foi alvo de um abaixo-assinado on-line que acusava o grupo humorístico de "ofender gravemente os cristãos".

Procurado para comentar o caso, o Porta dos Fundos informou, por meio de sua assessoria, que não foi notificado. A Netflix não retornou o contato até o momento.

Últimas