Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

Monark diz ser contra prisão de quem assiste a pornografia infantil, e internautas rebatem: ‘Crime’

Declaração do youtuber foi feita durante uma discussão sobre o caso de PC Siqueira, acusado de pedofilia no passado

Famosos e TV|Do R7

Monark diz ser contra a prisão de quem consome pornografia infantil
Monark diz ser contra a prisão de quem consome pornografia infantil Monark diz ser contra a prisão de quem consome pornografia infantil

Após ser expulso do Flow Podcast por defender a existência de um partido nazista no Brasil, o youtuber Monark se envolveu em mais uma polêmica e ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter. Desta vez, ele disse ser contra a prisão de quem consome e assiste a pornografia infantil.

A declaração dele foi feita no podcast Monark Talks durante uma discussão sobre o caso do youtuber PC Siqueira, que foi alvo de investigação por pedofilia no passado, mas já foi comprovado pela polícia que o crime não existiu.

Monark perguntou ao convidado Newman LM se ele considerava PC Siqueira pedófilo. Newman responde com uma pergunta: "Você acha que um sujeito que tem pornografia infantil é um criminoso?".

O youtuber, então, diz: "Eu não sei se ele é um criminoso. Eu acho que o crime está em você produzir e divulgar. Mas, que é uma parada que você vai falar 'esse cara não bate bem', com certeza é, entendeu?".

Publicidade

Monark disse que prenderia um pedófilo se ele estivesse ameaçando outras crianças. "Se ele está assistindo a uma parada é uma merda, é uma atitude de b***a do c****o... É bem esquisito, eu não seria amigo dessa pessoa, mas eu não sei se ele deveria ser preso, entendeu?", explicou.

"O crime de verdade é você expor uma criança, entendeu? Ou você abusar de uma criança, na minha opinião. Ou não?", completou.

Vale lembrar que, segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente, são crimes a "posse de material pedófilo", a"utilização de criança ou adolescente em cena de sexo explícito ou pornográfica", o "comércio de material pedófilo", a "difusão de pedofilia", o "simulacro de pedofilia" e o "aliciamento de crianças".

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.