Famosos e TV Presidente da DC contraria Amber Heard e diz que ela não foi boicotada em 'Aquaman 2'

Presidente da DC contraria Amber Heard e diz que ela não foi boicotada em 'Aquaman 2'

Walter Hamada disse que a decisão da Warner Bros. de diminuir o papel da artista não foi relacionada ao julgamento com Johnny Depp

  • Famosos e TV | Giullyana Aya Lourenço, do R7

Presidente da DC nega que Amber Heard tenha sido boicotada em 'Aquaman'

Presidente da DC nega que Amber Heard tenha sido boicotada em 'Aquaman'

Montagem R7/REUTERS

Walter Hamada, presidente da DC, disse, nesta terça-feira (24), que Amber Heard não foi boicotada em Aquaman 2, durante depoimento virtual no julgamento da atriz com Johnny Depp.

Durante sessão do dia 15 de maio, os advogados de Heard apresentaram testemunhas que disseram que, além das cenas cortadas, a atriz tinha perdido dinheiro ao atuar para o filme.

“Eu lutei muito para ficar no filme. Eles não queriam me incluir”, disse Amber. "Removeram cenas que tinham ação, que mostravam minha personagem e outro personagem — sem dar spoilers —, dois personagens lutando um com o outro, e eles basicamente tiraram muito do meu papel. Eles simplesmente removeram um monte", explicou.

Entretanto, o presidente disse que toda decisão que a Warner Bros. fez de minimizar o papel de Amber como Mera não teve conexão com o julgamento do ex-casal, assim como não afetou o salário da atriz.

Segundo o TMZ, Walter Hamada disse que a Warner deixou claro que queria manter as pessoas e aumentos salariais de acordo com os contratos anteriormente assinados.

Heard revelou que tinha um contrato de três filmes para interpretar Mera, começando com a Liga da Justiça, de 2017. Conforme os contratos apresentados no tribunal, ela recebeu quase R$ 5 milhões adiantados por Aquaman e quase R$ 10 milhões na sequência. Porém, o valor foi apontado pelos advogados da atriz como baixo e que ela estaria sendo boicotada por causa do julgamento com Depp.

Um abaixo-assinado que pede a remoção da artista da sequência de Aquaman já ultrapassou 4 milhões de assinaturas e se tornou um dos mais assinados do site change.org.

Além disso, Kathryn Arnold, ex-produtora de Aquaman, afirmou durante depoimento que Amber não foi retirada do filme porque o ator Jason Momoa e o diretor James Wan foram “irredutíveis” quanto à presença da atriz no longa.

Últimas