Quando você mostra o que na verdade não é

Assim como a personagem Poderosa, de 'Amor Sem Igual', muitas pessoas se escondem para não encarar seus problemas

Poderosa (Day Mesquita) mostra ser mais forte do que realmente é

Poderosa (Day Mesquita) mostra ser mais forte do que realmente é

Divulgação

Quem acompanha a novela Amor Sem Igual, da Record TV, já conhece bem a personagem Angélica, interpretada pela atriz Day Mesquita. Na infância, ela foi rejeitada pelo pai, Ramiro (Juan Alba), e, aos 13 anos, sofreu abuso sexual por parte de um homem que deveria cuidar dela. Com isso, Angélica aprendeu a lutar pela sua sobrevivência.

Na trama, ela é cheia de complexos e medos, mas aparenta firmeza quando se transforma na garota de programa Poderosa. O que há por trás da força que essa personagem se empenha tanto em mostrar, mas que na verdade apenas mascara a fragilidade dela?

Essa característica de Poderosa é parecida com a de muitas pessoas. Por isso, foi tema do episódio do programa Escola do Amor Responde, apresentado pelas escritoras Cristiane Cardoso e Nanda Bezerra. Elas explicaram que muitas mulheres agem como ela. “Poderosa é a representação de muitas mulheres hoje em dia, que talvez não sejam garotas de programa, a exemplo da personagem, mas apresentam o mesmo comportamento que ela”, comentou Cristiane.

Capa protetora
Muitas pessoas que demonstram o que não são não fazem isso porque são hipócritas, mas como atitude de defesa. É como se elas usassem uma espécie de capa de proteção para não encarar seus problemas. No caso de Angélica, a capa de proteção que a personagem usa mostra que ela é uma mulher independente, que não pretende amar, não precisa da ajuda de ninguém e que não merece nenhum tipo de sentimento de pena. “Ela não quer ouvir que precisa mudar de vida. E é essa capa que não a deixa mudar a sua história”, enfatizou Cristiane.

A capa protetora não é de proteção, mas de sabotagem. Ela não previne a dor, ela a potencializa, só que no interior da pessoa. Para você ter tudo o que quer vai ter que tirar a capa
Cristiane Cardoso, apresentadora

A apresentadora ressaltou que essa atitude impede Poderosa – e todos que se comportam da mesma forma que ela – de mudar e que se ela não usasse esse tipo de “escudo” não precisaria ficar provando a todo momento que é alguém que realmente não é. “A novela mostra como Poderosa não quer mudar. Ela não vê que do outro lado tem o Miguel (vivido pelo ator Rafael Sardão) que tenta ao máximo ajudá-la a enxergar uma nova vida. Ela não quer.”

A raiz
Nanda Bezerra falou que a raiz desse comportamento é a dor. “Muitas se vestem com essa capa pois é sugerido para elas que é algo que vai ajudá-las.” Cristiane complementou que muitas pessoas tentam recorrer a vários recursos para aliviar a dor que sentem quando estão nos momentos de solidão ou de falta de paz por exemplo, mas depois percebem que a própria dor é a causa dos seus traumas.
O fato dessas pessoas vestirem essa capa faz com que se autossabotem. Quanto mais elas insistem em se esconder atrás de uma falsa imagem mais distantes ficam do que realmente querem ser e ter.

“A capa protetora não é de proteção, mas de sabotagem. Ela não previne a dor, ela a potencializa, só que no interior da pessoa. Para ter tudo o que quer, ela vai ter que tirar a capa”, afirmou Cristiane.

O público ainda vai ver Poderosa passar por muitas situações difíceis pelo fato de não aceitar se livrar dessa característica e se tornar quem realmente quem é. Então, fique ligado nessa trama. Amor Sem Igual traz lições com o comportamento de todos os seus personagens, além de ser uma novela diferente de todas as outras e que agrega uma série de valores à família brasileira. Assista aos capítulos inéditos de segunda a sexta-feira, às 20h30, e aos sábados veja o resumo da semana na tela da Record TV.