Famosos e TV Saiba como estão As Ronaldinhas após sucesso nos anos 1990

Saiba como estão As Ronaldinhas após sucesso nos anos 1990

Viviane Brunieri e Nadya França chegaram a namorar Ronaldo Fenômeno; já Alessandra Rodrigues e Deborah Albuquerque não

  • Famosos e TV | Aurora Aguiar, do R7

As Ronaldinhas também eram um fenômeno no auge da carreira do craque

As Ronaldinhas também eram um fenômeno no auge da carreira do craque

Arquivo Pessoal/ Reprodução SBT

No começo da década de 1990, Ronaldo Fenômeno já batia um bolão. Era famoso não só pelas arrancadas, dribles e uma enorme capacidade de finalização, mas também pelas belíssimas namoradas que teve no início de carreira. Duas, aliás, ganharam fama por viverem um romance com craque, tornando-se conhecidas depois como As Ronaldinhas. Seus nomes: Nadya França e Viviane Brunieri. Juntas, elas estamparam a edição de janeiro de 1998 da Playboy.

Ao longo de quatro anos de sucesso da dupla que rodava o Brasil fazendo shows e apresentações, As Ronaldinhas tiveram suas substitutas, que diferentemente das primeiras, não chegaram a namorar Ronaldo: Alessandra Rodrigues e Deborah Albuquerque, que atualmente está confinada com o marido, Bruno Salomão, no Power Couple, da Record TV.  O R7 conversou com as três primeiras para relembrar a fama e saber o que estão fazendo agora.

Passávamos horas ao telefone, até virar a madrugada, fomos muito apaixonados

Nadya França

Paixão avassaladora
Nadya França foi a primeira namorada famosa do Fenômeno. Os dois se conheceram em Belo Horizonte e segundo ela, viveram uma "paixão avassaladora" por quase dois anos. "Passávamos horas ao telefone, até virar a madrugada, fomos muito apaixonados", contou ela, que hoje é empresária e madrinha do MMA. Nesses quase dois anos de relacionamento, Nadya disse que chegou a engravidar do ex-jogador, no entanto, sofreu um aborto espontâneo. 

Nadya garantiu que fora o cachê da revista, não conquistou nenhum outro bem material por meio do nome do jogador. "Meu pai na época era um empresário bem sucedido. O que eu ganhei foi status. Se eu pudesse fazer algo diferente naquela época, eu deixaria alguém experiente administrar a minha carreira, pois recebi muitos e muitos convites para trabalhos", contou.

Nadya França e Ronaldo namoraram por quase dois anos

Nadya França e Ronaldo namoraram por quase dois anos

Reprodução/Instagram/Arquivo Pessoal

Um ano após o lançamento da revista, Nadya já estava casada com o jogador Alex Alves. Eles se mudaram para Berlim, na Alemanha. Foram casados por dez anos, e da relação, nasceu uma menina, hoje com 21 anos. Alex morreu em 2012, por complicações e falência de múltiplos órgãos após ter passado por um transplante de medula óssea. 

Sem citar nomes, Nadya disse que hoje tem um relacionamento sólido e dessa união teve mais  dois outros filhos. Além de empresariar uma grife de moda que leva seu nome, um dos planos para o futuro próximo é uma repaginada no corpo. "Quero voltar para mídia, trabalhar com aquilo que amo", contou ela. "Hoje, tenho meu apartamento próprio, que é um imóvel excelente. Tenho sítio, uma casa de campo e também um bom carro. Tenho tudo o que eu preciso para ser feliz", acrescentou.

Do romance por interesse ao fundo do poço
Ronaldo conheceu Viviane Brunieri em 1996. Recém-chegada do Japão, a então modelo alugou um apartamento na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, onde, segundo ela, coincidentemente o craque tinha um flat. "Foi meu irmão que nos apresentou. Ele me disse: 'Conheci o Ronaldo, ele vai ser o novo Pelé!'. Nos conhecemos e já na semana seguinte ele me levou para o SBT onde ia ser entrevistado pela Hebe Camargo. E foi lá que ele me apresentou para o Brasil como a nova namorada dele", contou. Mais tarde, ela foi entrevistada pela apresentadora. 

Foi interesse, sim. Cresci com o sonho de entrar na televisão. Mas para você entrar no meio artístico, eu achava que tinha que namorar com alguém famoso

Viviane Brunieri

O namoro durou apenas oito meses, disse Viviane, que também não negou que o romance com o jogador foi realmente por interesse. "Cresci com o sonho de entrar na televisão. Mas para você entrar no meio artístico, ser capa de alguma revista, eu achava que tinha que namorar com alguém famoso. Foi por interesse, sim. Ronaldo é uma pessoa carismática e muito legal. É divertido sair com ele. Mas também foi legal ir de helicópeto para Angra, viver coisas que eu nunca tinha vivido", relembrou ela, que já morou em um cortiço no bairro do Jabaquara, em São Paulo.

Ronaldo e Viviane Brunieri

Ronaldo e Viviane Brunieri

Arquivo Pessoal

Com o cachê que ganhou da Playboy, Viviane estima ter faturado cerca de meio milhão de reais: "Nessa época, eu investi em uma companhia de táxi-aéreo, comprei um Audi e abri uma produtora". Neste escritório, aliás, foi onde Viviane passou a empresariar As Ronaldinhas, que seguiu com Alessandra e Deborah.

No início dos anos 2000, querendo manter o mesmo padrão de vida, Viviane sabia que precisava se submeter a algumas coisas para conseguir outras. "Nunca imaginei que me deitaria com uma homem em troca de dinheiro", disse ela, que se prostituiu durante anos.

Conflito interno? Nenhum. Um programa com ela saía de cinco a oito mil reais. Do Japão, trouxe para o Brasil o hábito de consumir bebidas alcoólicas e usar drogas. "Desde então, não consegui parar", contou Viviane, que viveu assim dos 18 aos 32 anos. 

Ou eu paro ou eu morro

Viviane Brunieri

Em 2005, disse ter se relacionado com um dos maiores traficantes de drogas de Tóquio. Em 2008, aceitou um convite para fazer um filme adulto. Um ano depois, decidiu mudar de vida. "Pensei: 'Ou eu paro ou eu morro'. Foi quando me internei numa clínica de realibitação e, em 30 dias, saí livre de todas as perdições mundanas", relembrou.

Viviane Brunieri namorou Fenômeno por quase oito meses

Viviane Brunieri namorou Fenômeno por quase oito meses

Reprodução/Instagram/Arquivo Pessoal

Em 2009, recuperou a fé e mudou totalmente de vida. Hoje, aos 45 anos e solteira, Viviane se dedica aos dois filhos, Kaito, de 18 anos, e Manami, de 14. Ela mora na cidade Indaial, em Santa Catarina, onde toca trabalhos sociais e está para lançar um empreendimento em sociedade em Garopaba. "Será um resort que terá piscinas de onda e está previsto para ser inaugurando em dezembro de 2022. Gabriel Medida é o embaixador do projeto", disse Viviane. 

Divisor de águas
'"Fui sem nunca ter sido". É assim que Alessandra Rodrigues brinca ao lembrar da época em que foi uma Ronaldinha. Afinal, ela nunca namorou, nem sequer ficou com o jogador. "Entrei na dupla logo após a saída da Nadya, por volta de julho de 1998, uns seis meses após a publicação da revista (Playboy)". Ale, como é conhecida pelos amigos, até chegou a conhecer o Fenômeno em uma balada, mas não passou disso, contou ela. 

"Ter sido uma Ronaldinha foi um divisor de águas. Me abriu os olhos para um mundo que eu pouco conhecida. Apesar de me sentir à vontade fazendo shows e apresentações, eu me intimidava com as câmeras. Essa era mais a praia da Vivi!", relembrou. 

Alessandra Rodrigues com Viviane Brunieri

Alessandra Rodrigues com Viviane Brunieri

Reprodução/Instagram/Arquivo Pessoal

Das lembranças que têm da época, Alessandra não se esquece do assédio que cercava a dupla. "Esse é o tipo de coisa que se vê a todo momento, mas cabe a cada um, um modo de agir. Eu sou muito brincalhona e sempre me desvencilhei dessas situações com muita brincadeira. As pessoas tendem a confundir simpatia e cordialidade com 'estou te dando mole'", explicou. 

Tenho orgulho de tudo que construí até hoje

Alessandra Rodrigues

Casada com Vinícius Falcão, irmão de Marcelo Falcão, do grupo O Rappa, Alessandra disse não se incomodar em carregar o rótulo de ex-Ronaldinha:"Tenho orgulho de tudo que construi até hoje!". Ela tem dois filhos, Ariel e Bento. 

Longe dos holofotes, Alessandra, hoje, trabalha com gestão e logística na empresa do próprio marido. Uma marca de roupas masculina que tem como garoto-propaganda o cantor Falcão e alguns atletas. 

Últimas