Famosos e TV Samuel Vettori, novo apresentador do 'Balanço Geral RS', fala de estreia

Samuel Vettori, novo apresentador do 'Balanço Geral RS', fala de estreia

'Vivemos em um momento complicado e a imprensa tem o papel fundamental de levar a informação para o público', diz jornalista

  • Famosos e TV | Do R7

Samuel Vettori celebra volta à Record TV RS

Samuel Vettori celebra volta à Record TV RS

Samuel Vettori é o novo apresentador do Balanço Geral RS. Ele estreia no comando do programa nesta segunda-feira (8), às 11h50.

De volta à Record TV Rio Grande do Sul, onde atuou como produtor e repórter, Samuel ficou surpreso com o convite da emissora.

— Foi muito emocionante. Quando o Luiz Piratininga (gerente de jornalismo da Record TV RS) falou comigo, achei que ele estava me chamando de volta para a emissora. Fiquei sem reação quando soube que, na verdade, era um convite para ser apresentador do Balanço Geral RS. O que a Record TV está me dando é algo inesquecível. É como ser convocado para jogar na Copa do Mundo... e estou chegando para ganhar o jogo!

Aos 44 anos, Samuel acumula vasta experiência jornalística. Além de ter sido produtor e repórter por seis anos na Record TV RS, ele trabalhou na Rádio Guaíba, em Porto Alegre, durante 13 anos.

O profissional diz que, durante esse período na área, realizou trabalhos importantes que lhe renderam experiência não só como jornalista, mas como cidadão.

— Eu trabalhei muitos anos na madrugada na Record TV. É cansativo, pois é um horário que exige muito do nosso corpo, além da situação incômoda com a família. Mas como eu gosto muito do que faço, todo o esforço desse período me ajudou a chegar onde queria. Na madrugada, a gente faz contato com situações complicadas, crimes, sofrimento, entende como a polícia trabalha. Nos colocamos no lugar dessas pessoas. Foi um aprendizado enorme.

Com Samuel, o Balanço Geral RS terá uma identidade nova, com um estilo ainda mais gaúcho, aliando dinamismo, informação e entretenimento.

O jornalista explica um pouco sobre seu "jeito natural" de falar com o público.

— Temos uma coisa regional, sobre os gaúchos gostarem muito das coisas daqui. E eu tenho sotaque, falo "tchê", tomo chimarrão... Mas faço tudo isso naturalmente, não é nada forçado. Então, creio que as pessoas gostam disso. Sou um gaúcho do interior que veio para Porto Alegre, mas, antes de tudo, sou brasileiro.

Agora, Samuel enfrenta um grande desafio na carreira, apresentando um programa importante em plena pandemia de coronavírus.

— Existe uma responsabilidade ainda maior em assumir um programa durante essa situação de quarentena. Mas vamos ajudar as pessoas a esclarecer assuntos atuais no Balanço Geral RS. Temos que falar contra o racismo e o preconceito, além de alertar a população sobre problemas como o coronavírus. Vivemos em um momento complicado e a imprensa tem o papel fundamental de levar a informação para o público.

Últimas