Famosos e TV Youtuber desabafa sobre relação abusiva: 'Cansei de ter medo'

Youtuber desabafa sobre relação abusiva: 'Cansei de ter medo'

Em vídeo, Dora Figueiredo se emocionou ao relembrar namoro tóxico que viveu: "Fazia com que eu me sentisse a pessoa mais burra do mundo"

Blogueira publicou relato em seu canal

Blogueira publicou relato em seu canal

Reprodução/YouTube

Nesta quarta-feira (17), a blogueira Dora Figueiredo publicou relato emocionante sobre relacionamento abusivo, no canal no YouTube. 

A youtuber, que fala sobre comportamento, vida sexual e empoderamento feminino nos vídeos do canal, recebeu apoio dos fãs e seguidores ao comentar sobre seu ex-relacionamento, no qual se emocionou muito ao relembrar.

Em menos de 24 horas o vídeo alcançou mais de 400 mil visualizações, repercutindo na internet entre os trends do Twitter. Na publicação, ela inicia falando sobre como a relação abusiva que viveu a afastou da família. 

— Passei meses afastada da minha mãe porque toda vez que eu olhava para ela, ela perguntava se estava tudo bem e eu não podia falar que eu não estava. Decidi contar para vocês a verdade sobre o que eu vivi, para que as mulheres que passam por isso não se sentirem fracassadas como eu senti. 

Chorando e emocionada, a blogueira continua o depoimento falando sobre como foi estar dentro de uma relação abusiva e alerta os seguidores sobre o assunto. 

— Ele fazia com que eu me sentisse a pessoa mais burra do mundo, a pessoa mais fraca do mundo, como várias vezes ele me falou. Ele fazia eu me sentir errada todos os dias da minha vida (...) A partir do momento que eu comecei a falar, eu parei de me culpar e consegui entender que a culpa não foi minha. 

Assista o vídeo na íntegra

Dora não disse quem era o ex-namorado em questão, porém após a postagem dos vídeos, os fãs da youtuber comentaram nas redes que seria Otávio Albuquerque, também youtuber, que se pronunciou mais tarde no Twitter.

— O tribunal da internet está sempre criando monstros e heróis baseado em um único lado da história: poucos diálogos, muitos julgamentos. Agradeço a todos os apoios e também aos ataques que estou recebendo, pois sei que há algo a aprender com tudo isso. Talvez para todos nós. 

Confira

Veja também: Agora visto como machista, '500 Dias Com Ela' completa dez anos

Últimas