Música Aos 89 anos, Elza Soares completa um mês em quarentena

Aos 89 anos, Elza Soares completa um mês em quarentena

Cantora publicou foto com reflexões no Instagram e comentou como tem sido passar tantos dias em isolamento social

Elza Soares observa o mar durante a quarentena

Elza Soares observa o mar durante a quarentena

Reprodução Instagram

Elza Soares usou o Instagram para resumir como foi passar o primeiro mês em quarentena por conta da pandemia de coronavírus.

A cantora de 89 anos, que integra o grupo de risco para a doença, postou uma foto observando o mar de Copacabana da janela do apartamento em que mora, no Rio, e fez uma reflexão sobre o isolamento social.

"Completou trinta dias que estou no isolamento social em respeito à quarentena de prevenção contra o novo coronavírus. Sou do grupo de risco, mas o 'eu' aqui importa pouco. O 'nós' é o mais importante", iniciou a cantora.

"Não é fácil suingar com a solidão. Não é mole sambar com a incerteza. Não é agradável fazer dueto com a preocupação por tantas vidas vulneráveis aí fora. O que somos nós, no fim das contas? Nós somos o agora, o tempo presente e eu aprendi isso muito antes das reflexões de quarentena", refletiu.

"Há  muitos anos eu digo isso, cara. Às vezes na brincadeira, em outras falo sério, e sempre, sempre vivo o agora, o dia de hoje, essa hora. Esse momento aqui escrevendo pra você que tá lendo no seu 'agora'", disse Elza. "Estamos aprendendo essa lição. Eu estou confirmando o que aprendi. Vamos viver nosso melhor agora, o melhor que pudermos viver, porque o amanhã não dá pra viver hoje", explicou.

Elza pediu que as pessoas mantenham a tranquilidade enquanto o mundo atravessa esse momento. "Caaaaalma, caaaaalma e pense que agora tá difícil, mas é importante respeitar o que precisa ser feito hoje pra que possamos aproveitar um futuro melhor", disse. "Fique em casa se puder, se não puder, se preserve, se cuide, cuida da sua cabeça, da sua saúde mental, exija seu direito aos equipamentos de proteção, seja solidário com quem não pode ficar em casa, com quem não tem casa, com quem vive em condições precárias. Eu sei bem o que é viver isso", desabafou ela, que nasceu em uma família de 10 irmãos na favela de Vila Vintém, Zona Norte do Rio.

Últimas